Topo

Esporte

Joanna Jedrzejczyk rompe com empresa de nutrição após drama com corte de peso

Ag. Fight

Ag. Fight

08/12/2017 20h39

Quem acompanhou a pesagem do UFC 217, evento realizado na cidade de Nova York (EUA), no último dia 4 de novembro, acompanhou parte do drama vivido por Joanna Jedrzejczyk. Então campeã dos pesos-palhas (52 kg), a polonesa foi a última atleta a se pesar e, visivelmente abatida ao subir na balança, deixou claro que a batalha das últimas horas a levou ao limite.

Tanto que, passado cerca de um mês do combate, a atleta oficializou que não trabalha mais com a Perfecting Athletes, empresa especializada em nutrição esportiva que cuidava de sua alimentação desde que ela se mudou para os EUA.

De acordo com a ex-campeã durante entrevista ao site 'Lowking.pl', e que foi traduzida do polonês para o inglês pelo jornalista local Bartek Stachura em sua conta no Twitter, o sofrimento com o corte de 7,5 kg na noite anterior à pesagem foi o limite para que ela escolhesse por romper a parceria

"Pessoas com quem eu trabalhei me levaram a condições críticas. Agora eu estou apenas feliz de estar viva. Eu estava gritando. Não importava se era muito tarde, a dor de colocar meu corpo na água quente de novo era inimaginável. Mas eu queria muito fazer isso pelas pessoas que queriam ver a minha luta", narrou.

Depois do corte de peso desastroso, Joanna foi nocauteada no primeiro round por Rose Namajunas, em duelo que lhe custou o cinturão do evento. Foi o que faltava para que ela pensasse melhor e resolvesse mudar seu planejamento para os combates.

"Eu acreditei neles. Infelizmente, eles falharam, e esse erro é imperdoável. Eu perdoo como humana, porque é assim que eu sou. E provavelmente ainda teremos uma relação, mas eu não posso trabalhar com essas pessoas mais", finalizou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte