Topo

Esporte

Empresário acusa Kelvin Gastelum de recusar luta com Yoel Romero no UFC Belém

Ag. Fight

Ag. Fight

12/12/2017 08h00

Kelvin Gastelum conseguiu nocautear o ex-campeão dos médios (84 kg) Michael Bisping ainda no primeiro round da luta principal do UFC Xangai - evento que aconteceu no último dia 25 de novembro, na China - e chegou a ser cotado para disputar o cinturão da categoria contra Robert Whittaker. E durante essa indefinição, mesmo sem ter o nome de seu próximo adversário definido, o atleta foi acusado pelo empresário de Yoel Romero de recusar um confronto.

Em seu Twitter, Malki Kawa provocou Gastelum ao escrever: "Gastelum recusou uma luta com Romero. Surreal. A qualquer hora, em qualquer lugar? Realmente durão?". Ao que parece, o UFC cotou este duelo para a luta principal do evento que acontecerá no próximo dia 3 de fevereiro, em Belém, de acordo com o site 'Bloody Elbow'. Este combate poderia ser interessante para o americano que continua ascendendo na categoria, já que o cubano é o atual número dois do ranking, abaixo apenas de Whittaker e Georges St-Pierre, que já deixou o cinturão linear vago.

Mesmo com a possibilidade de enfrentar o atual campeão da divisão na edição 221 do show, marcado para o dia 11 de fevereiro, em Perth (Austrália), o UFC decidiu que não será esta a vez de Gastelum e se adiantou em confirmar Luke Rockhold como o próximo desafiante.

Por isso, Gastelum usou a mesma rede social para dizer: "Vocês estão esquecendo que Luke só tem uma vitória recentemente. Ele foi nocauteado pelo cara que eu acabei de bater. Voltou dois anos depois para bater em um cara que não competia no UFC há um ano". Apesar da publicação, o americano não se manifestou sobre ter recusado ou não encarar Romero no Brasil.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte