Topo

MMA


Rafael dos Anjos ignora desafios e mira cinturão: "Chegou a minha hora"

John Woods/The Canadian Press via AP
Rafael dos Anjos desfere cotoveladas em Robbie Lawler, na principal luta do UFC Winnipeg Imagem: John Woods/The Canadian Press via AP

Ag. Fight

18/12/2017 21h11

Rafael dos Anjos está em alta. Depois de vencer três lutas seguidas na divisão dos meio-médios (77 kg), incluindo o atropelo sobre Robbie Lawler, o brasileiro passou a ser alvo de toda a categoria. Dessa forma, nomes como Stephen Thompson e Colby Covington entraram na fila por uma luta com o ex-campeão dos leves (70 kg), que não pareceu se animar com nenhuma das ideias.

Depois de uma temporada puxada - foram três lutas em seis meses -, RDA deixou claro que vai tirar férias e aproveitar que o campeão Tyron Woodley vai fazer uma cirurgia no ombro para só retornar ao octógono por volta do meio de 2018, quando o americano também teria condições de lutar.

"Todos os caras me desafiaram, mas todos eles disseram que o Lawler me venceria .Mereço lutar pelo cinturão, eles já tiveram as suas chances. Como o 'Wonderboy' . Agora é a minha vez", narrou durante conversa com o programa 'MMA Hour'.

Sea fase está boa em 2017, o mesmo não pode ser dito sobre 2016. Afinal, a temporada passadaficoumarcada por uma lesão em março que impediu sua luta milionária com Conor McGregor e, posteriormente, duas derrotas seguidas no cage - para Eddie Alvarez e Tony Ferguson.

"Eu estava lutando sob pressão, eu tinha que vencer. Mas sempre luto bem com pressão. Mas, claro, tenho meus medos, sou humano. Acredito no meu trabalho, no meu time", narrou, antes de enaltecer o desempenho do rival Lawler.

"Ele é muito guerreiro,não foi fácil. Minhas mãos estavam doendo de tanto bater, e ele soca forte também. Tive que ficar atento o tempo todo. Um erro me custaria a luta. Até o último minuto eu estava preocupado, sei que ele bate forte. Vi a luta hoje, foi uma grande performance e coloquei minha estratégia em jogo", finalizou.