Topo

MMA

Dos Anjos rebate provocações de Colby Covington: "Não bateu ninguém"

Bruce Fedyck-USA TODAY Sports
Rafael dos Anjos comemora vitória sobre Robbie Lawler no UFC Winnipeg Imagem: Bruce Fedyck-USA TODAY Sports

Ag. Fight

18/12/2017 10h33

Rafael dos Anjos venceu Robbie Lawler na luta principal do UFC Canadá, nesse sábado (16), na cidade de Winnipeg. Depois que os juízes decidiram de forma unânime que era o vencedor, 'RDA' atraiu os olhares de outros lutadores da sua divisão, os meio-médios (77 kg). Um dos atletas que se interessou em enfrentar o brasileiro é o desafeto de atletas locais, Colby Covington.

O americano, que tem alegado que Tyron Woodley está fingindo uma lesão no ombro, usou o seu Twitter para desafiar Dos Anjos em um duelo que valeria o cinturão interino da categoria. Na publicação, Covington escreveu que a vitória do brasileiro não o convenceu, mas que o lutador deveria defender "sua casa".

"RDA não conseguiu finalizar um velho quebrado! Tyron está fingindo lesões. Estou aqui para fazer essa divisão excelente de novo. Rafael dos Anjos, levante-se e defenda essa m*** que você chama de casa. Lute comigo pelo título interino, seu animal imundo", atacou o 'Caos' (veja a publicação abaixo ou clique aqui).

Durante a entrevista coletiva do evento, Dos Anjos foi perguntado sobre as palavras escritas por Covington. O brasileiro afirmou que esperaria Woodley fazer a sua cirurgia e se recuperar para poder disputar o cinturão e, além disso, minimizou a postura provocativa do atual número três do ranking oficial da divisão.

"Não tenho comentários sobre esse cara. Ele tem seis mil seguidores no Twitter. Ele está apenas falando m*** sobre as pessoas e não fez nada na divisão. Ele não bateu ninguém. Ele bateu no Demian Maia, mas Demian Maia estava mal quando eles lutaram. Eu não tenho comentários sobre esse cara", opinou RDA.

Depois de também enfrentar Demian Maia em julho passado, Woodley tem afirmado que precisa se submeter a uma cirurgia, no entanto, parece adiar o procedimento ao máximo. Na última semana, o atual campeão dos meio-médios revelou que irá resolver sua lesão nos próximos dias, a menos que o UFC lhe ofereça "uma luta que faça sentido".