Topo

Esporte

Aljamain Sterling reclama de falta de auxílio do UFC após ser nocauteado

Ag. Fight

Ag. Fight

19/12/2017 13h44

No último dia 9 dezembro, Aljamain Sterling sofreu o primeiro nocaute da carreira diante de Marlon Moraes no UFC Fight Night 123, evento realizado em Fresno (EUA). Com uma joelhada certeira, o brasileiro apagou o americano, que teve que ser retirado de maca do cage. Mas, de acordo com o 'Funk Master', faltou auxílio do Ultimate.

Durante uma entrevista no programa 'The MMA Hour', Sterling reclamou da falta de comunicação do Ultimate aos fãs e familiares sobre seu estado de saúde após o combate. De acordo com o americano, diversas pessoas tentaram saber sobre sua situação e ficaram sem conseguir notícias.

"Eu gosto de ser parte do UFC, é claro, mas eu realmente acho que eles poderiam ter feito um trabalho melhor em informar os fãs e todo mundo. Nós temos pessoas que amamos em casa, que tentaram me ligar, falar comigo de alguma forma e não conseguiram porque obviamente eu estava delirando. O mínimo que eles podiam ter feito era atualizar algo para a imprensa ou pelo menos para os nossos parentes que estão realmente preocupados sem saber o que está acontecendo", declarou.

A derrota para Marlon interrompeu uma sequência de duas vitórias de Sterling. Aos 28 anos de idade, o americano coleciona na carreira um cartel com 14 triunfos e três reveses e é apontado como uma das grandes promessas dos EUA na divisão dos pesos-galos (61 kg).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte