Topo

MMA

Brasileira explica o motivo de negar luta com Shevchenko no UFC Belém

Reprodução
Valentina Shevchenko sobe à balança na pesagem oficial do UFC 213 Imagem: Reprodução

Ag. Fight

24/12/2017 11h17

 

Depois de realizar sua segunda defesa bem-sucedida do cinturão da divisão peso-mosca (57 kg) do Invicta FC, Jennifer Maia está pronta para fazer sua estreia no octógono. Mas, de acordo com a própria campeã, desde que tenha um intervalo ideal em relação a sua última luta, que ocorreu em 8 de dezembro. E foi justamente o tempo que fez com que a brasileira se recusasse a estrear no UFC Belém contra Valentina Shevchenko.

A atual campeã revelou que recebeu uma proposta da maior organização de MMA do mundo para enfrentar a atleta natural do Quirguistão no próximo dia 3 de fevereiro. Contudo, em entrevista ao site 'MMA Fighting', Maia analisou que não teria tempo para se preparar adequadamente se aceitasse estrear no Ultimate nessa data.

"Fiquei muito feliz. É outro passo na direção que eu quero seguir na minha carreira. Foi muito legal eles fazerem a oferta. Eles me ofereceram a luta, mas achei que era muito perto desse meu último combate", explicou a atleta.

"Valentina é uma oponente muito dura, ela é uma ex-desafiante do UFC, que está mudando de divisão para os moscas agora. Eu acabei de sair de uma luta e eu preciso de mais tempo para me descansar e me recuperar antes de poder treinar para enfrentar alguém como a Valentina. Eu aceitei lutar com ela, mas com mais tempo. Falei com os meus técnicos e decidimos esperar. Não me lesionei na minha luta, mas eu preciso descansar antes de voltar ao meu foco total. Principalmente contra a Valentina, que é muito dura. Espero que minha próxima luta seja no UFC".

Profissional desde 2009, Maia venceu 15 dos seus 20 confrontos na carreira. A campeã vive sua melhor fase como atleta de MMA, com seis vitórias consecutivas - incluindo suas duas defesas do cinturão das moscas do Invicta.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!