Topo

MMA

Kamaru Usman diz que Covington recusou enfrentá-lo três vezes

Leandro Bernardes/Framephoto
Imagem: Leandro Bernardes/Framephoto

Ag. Fight

24/12/2017 11h51

 

Colby Covington tem chamado a atenção não só dos fãs de MMA, mas também de outros lutadores. Apesar do principal objetivo do americano ser uma luta pelo título contra Tyron Woodley, outros atletas estão interessados em subir no octógono com o atual número três do ranking oficial dos meio-médios (77 kg). Inclusive o nigeriano Kamaru Usman, que garantiu que o 'Caos' recusou enfrentá-lo em três oportunidades.

O UFC St. Louis, marcado para o dia 14 de janeiro, nos Estados Unidos, deveria receber Covington na luta principal, de acordo com o próprio nigeriano. Contudo, em entrevista ao programa 'MMA Hour', Usman revelou que o Ultimate ofertou este confronto para o americano em três oportunidades, mas o Caos recusou todas elas por medo do 'The Nigerian Nightmare'.

"Nos ofereceram Colby Covington e ele disse não. Imediatamente disse não: 'Não, eu não quero nada com esse cara'. Eles tentaram fazer essa luta de novo, duas semanas depois. Então, alguma coisa transpareceu, não sei o que foi, mas eles tentaram fazer essa luta de novo e Colby disse que não, que com certeza não. Então, eles ofereceram pela terceira vez, deveria ser o main event do dia 14 de janeiro, a minha luta principal. Obviamente você vê o porquê de ter levado tanto tempo para anunciarem a luta principal desse card. Deveria ser o Colby e eu na luta principal desse card. Mas ele recusou", revelou o nigeriano.

Para o atual número 11 do ranking oficial, o objetivo do americano é alavancar sua carreira na maior organização de MMA do mundo derrotando "lutadores velhos". E isso, de acordo com o nigeriano, tem dado certo. Principalmente depois que Covington se tornou conhecido ao enfrentar o brasileiro Demian Maia, de 40 anos, no co-main event do UFC São Paulo, em outubro passado.

"Colby quer lutar com caras que ele acha que são velhos e que ele tenha uma vantagem atlética e uma vantagem física para tentar empurrá-los para as profundezas. Ele sabe que não conseguiria isso comigo. Você não pode me derrubar, não pode trocar comigo, você não tem mais poder do que eu. Ele sabe disso, está tão assustado que correu para esses caras velhos que estão em decadência", opinou o lutador.

O próximo compromisso do número 11 do ranking dos meio-médios será contra Emil Meek, no card principal do UFC St. Louis. A última atuação de Usman foi em setembro passado, quando derrotou o brasileiro Serginho Moraes. Com essa vitória, o nigeriano conseguiu manter o seu cartel quase impecável, já que o lutador foi derrotado em apenas uma das suas daz lutas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!