Topo

MMA

Comissão Atlética pede que três brasileiros subam de categoria no UFC

Ed Mulholland/Getty Images
Marlon Moraes foi campeão do WSOF Imagem: Ed Mulholland/Getty Images

Ag. Fight

30/12/2017 14h41

 

A Comissão Atlética da California havia deixado claro que lutaria com força para que mudanças no processo de cortes de peso fossem implementadas. E depois de aderir a novas dinâmicas de pesagem e acompanhamento a longo prazo do atleta, a entidade escolheu quatro competidores para iniciarem esses novos rumos. Três deles, por sinal, são brasileiros.

Após o card realizado na cidade de Fresno (EUA), a Comissão Atlética local informou o site 'MMA Fighting' que a primeira lista de atleta que excederam o limite de 10% de peso ganho entre a pesagem oficial e o dia da luta era composta por quatro nomes: Marlon Moraes, Iuri 'Marajó' Alcantara, Davi Ramos e Luke Sanders.

Respectivamente, os competidores ganharam em peso 14,5%, 14%, 15% e 14%, marcas consideradas inapropriadas pelo órgão, que colocou em risco a atuação deles em competições a serem realizadas no estado da Califórnia.

A condição, porém, para que eles sigam cortando e recuperando tanto peso e possam atuar na região em duelos de MMA é que uma "extensa documentação médica de um profissional licenciado certifique que a categoria de peso é apropriada". O laudo ainda deverá ser revisado pela entidade.