Topo

MMA

Cynthia Calvillo minimiza distância do cinturão após derrota de Joanna

Michael Reaves/Getty Images/AFP
Joanna Jedrzejczyk foi nocauteada por Rose Namajunas Imagem: Michael Reaves/Getty Images/AFP

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

30/12/2017 08h00

Após cinco defesas de título consecutivas, Joanna Jedrzejczyk perdeu a invencibilidade da carreira no MMA e o cinturão peso-palha (52 kg) do UFC após ser nocauteada por Rose Namajunas em novembro passado. Obviamente, a troca de campeã na divisão gerou diversas possibilidades de novos confrontos e atrapalhou quem estava na briga pelo título, como foi o caso de Cynthia Calvillo, atual sexta colocada na categoria. Contudo, engana-se quem pensa que as mudanças incomodaram a americana.

Durante uma conversa com jornalistas em media day realizado na ultima quinta-feira (28), em Las Vegas (EUA), Cynthia lembrou que todas as atletas que estão na sua frente no ranking já lutaram contra Joanna e que isso deixava um caminho aberto para ela disputar o cinturão com a polonesa. Contudo, a americana fez questão de deixar claro que quer enfrentar outras atletas da categoria e que não se incomodou em, talvez, ter ficado mais distante da disputa de título.

"Acho que isso criou outras possibilidades de confrontos e misturou tudo. Quando a Joanna era a campeã, acho que era mais claro em quem seria a próxima a disputar o título. Todas as top 5 já tinham lutado contra e eu sou a sexta no ranking então pensei que minha hora estava próxima. Mas com a Rose sendo a campeã, isso muda as coisas. O que também é legal, eu quero lutar contra todas da divisão. Isso pode me deixar mais distante do cinturão, mas isso é legal também", declarou.

A americana ainda fez questão de elogiar a nova campeã peso-palha do Ultimate. De acordo com Cynthia, Rose representa uma verdadeira dona de cinturão não apenas dentro do cage como em sua vida real.

"Sim, eu conheci a Rose e passei um tempo com ela esse ano. Eu gostei bastante dela e ela tem a mesma paixão que eu. Ela entrou no UFC antes de mim. Ela é uma grande campeã. Não apenas como lutadora, mas mentalmente e como pessoa. Eu acho que ela pode continuar sendo a campeã", afirmou.

Escalada para encarar Carla Esparza no UFC 219, evento que será realizado no próximo sábado (30) em Las Vegas (EUA), Cynthia reconheceu que terá pela frente o maior desafio da carreira: "Sim, com certeza. O fato dela ser ex-campeã do UFC e Invicta coloca ela como a adversária mais dura que já enfrentei".

Após fazer sua estreia no Ultimate em março desse ano, Cynthia voltou a subir mais duas vezes no octógono e venceu todos os duelos que disputou. Aos 30 anos de idade, a americana está invicta na carreira e coleciona seis vitórias.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!