Topo

MMA

Khabib Nurmagomedov cobra ações do UFC para promover esporte na Rússia

AP Photo/Julio Cortez
Khabib Nurmagomedov comemora vitória sobre Michael Johnson no UFC 205 Imagem: AP Photo/Julio Cortez

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

01/01/2018 06h00

No último sábado (30), Khabib Nurmagomedov anotou mais uma vitória em sua carreira invicta e deixou mais do que evidente que, provavelmente, é o lutador mais temido da divisão peso-leve (70 kg). Com uma atuação impecável, o 'The Eagle' não deu chances para Edson Barboza e venceu o combate de forma dominante. E, agora, o russo parece ter mais um objetivo em sua carreira.

Durante uma conversa com jornalistas em coletiva de imprensa realizada após o UFC 219, evento que aconteceu em Las Vegas (EUA), Nurmagomedov apontou a sua vontade de ver o Ultimate mais presente na Rússia. Contudo, na opinião do The Eagle, atualmente a companhia não faz um bom trabalho para difundir o torneio em seu país.

"O UFC tem que trabalhar duro com relação a Rússia. Eles fazem um bom trabalho ao redor do mundo, mas na Rússia eles não fazem nada. Essa é a minha opinião. Eu estou aqui, eles podem trabalhar comigo mas eles não fazem nada para promover o UFC na Rússia. Eu promovo o UFC na Rússia, sem o UFC. Mas eu sou um lutador da companhia. Se eles vão promover, acho que eles têm que entrar em contato comigo para trabalharmos juntos", afirmou.

Invicto na carreira e atualmente na 2ª posição no ranking dos pesos-leves, Nurmagomedov enxerga apenas os campeões Conor McGregor (linear) e Tony Ferguson (interino) na sua frente na tabela. E o russo transborda confiança de que pode vencer os dois atletas - inclusive na mesma noite.

"Quando eu estava lesionado todos falaram muita coisa, agora que eu estou saudável não sei onde esses caras estão. Ferguson ou Conor, não me importa. Talvez eles se enfrentarão, não me importa. Se o UFC aprovar, eu luto contra os dois na mesma noite. Não estou brincando", declarou.

Antes do duelo contra Barboza, Nurmagomedov atravessou um período de quase um ano sem lutar. Contudo, o russo deixou claro que o tempo afastado dos cages não influenciou no seu rendimento dentro do octógono.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!