MMA

Dillashaw pede por superluta e provoca McGregor: "Não tenho medo de lutar"

Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
TJ Dillashaw é o novo campeão peso galo do UFC Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

10/01/2018 08h00

TJ Dillashaw reconquistou o cinturão dos pesos-galos (61 kg) ao nocautear Cody Garbrandt no UFC 217, evento que aconteceu em novembro passado. Apesar de ter retornado ao posto mais alto da categoria, o atual campeão ainda visa alçar voos maiores. E, para isso, o americano tem desafiado o maior campeão da história do Ultimate constantemente para provar que é o melhor lutador de todos os tempos.

Mas antes mesmo de uma hipotética luta contra Demetrious Johnson ser confirmada, Dillashaw já pensa no que vai fazer caso conquiste dois cinturões de categorias diferentes ao mesmo tempo. E nos seus planos o objetivo é fazer algo diferente do que foi visto com o irlandês Conor McGregor, que foi o primeiro lutador no UFC a conseguir tal feito, quando garantiu os títulos dos penas (66 kg) e dos leves (70 kg).

"Essa é uma maneira de colocar um selo no meu legado. Fiquei um pouco chateado por perder por decisão dividida para Dominick Cruz e não conseguir 13 vitórias seguidas e ser o melhor peso-por-peso do mundo. Na minha cabeça, eu deveria ser o número um. Então, tudo se trata de acabar com Demetrious Johnson e provar que sou o melhor. E ainda seria uma grande coisa para mim ser o campeão de duas categorias diferentes. Não sou Conor McGregor. Vou defender os meus títulos. Não tenho medo de lutar", provocou o campeão dos galos, em entrevista ao site 'FloCombat'.

'DJ' se tornou o maior campeão da história do UFC depois de realizar 11 defesas de cinturão bem-sucedidas, ultrapassando a marca de Anderson Silva. Apesar do recorde, Dillashaw defendeu que o dono do cinturão dos moscas (57 kg) só conseguiu essa marca por enfrentar adversários que não estão à sua altura. Por isso, uma luta entre os americanos seria tão empolgante, de acordo com o próprio lutador, já que qualquer resultado poderia acontecer.

"Sempre falam sobre Demetrious Jonhson e qual recorde ele está prestes a quebrar. Sempre falam de Demetrious Johnson e as suas vitórias consecutivas. Ou o fato de Demetrious Johnson ser o número um do ranking peso-por-peso. Mas nunca falam de Demetrious Johnson e os seus adversários. Agora, ele tem uma chance de perder e isso é assustador para ele. Sou essa pessoa, essa pessoa que vai ser uma ameaça. Você vai ficar colado na televisão, porque pela primeira vez, você não vai saber o que vai acontecer", analisou o atleta.

Em toda a sua carreira, Dillashaw foi derrotado em três ocasiões. Quando se tornou o campeão dos galos pela primeira vez, em maio de 2014, o americano chegou a defender o seu posto em duas ocasiões, até ser derrotado por Cruz.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte - MMA
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo