Topo

Esporte

Jon Jones passa por detector de mentiras para provar inocência em caso de doping

Ag. Fight

16/01/2018 21h54

Depois de ser flagrado em novo exame antidoping realizado na semana de sua última luta no UFC, Jon Jones garantiu inocência e, em silêncio, passou a trabalhar para provar que teria ingerido algum suplemento contaminado sem o seu conhecimento. E, ao que parece, um importante passo a seu favor foi dado recentemente.

De acordo com publicação do site 'MMA Fighting', o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC teria realizado um exame prático com uma máquina detectora de mentiras. A entrevista diante do polígrafo, programada no último dia 7 de dezembro, teria sinalizado que o lutador não mentiu sobre o caso, conforme a reportagem do site.

Ainda de acordo com a publicação, a postura de Jon Jones demonstra empenho para provar sua inocência, principalmente porque a análise do polígrafo não foi pedida nem pelo UFC e nem pela USADA (Agência Antidoping Americana), o que evidencia a proatividade do lutador.

Ainda sem data marcada, o julgamento de Jon Jones deverá ser realizado no primeiro semestre de 2018 e pode garantir punição de até quatro anos ao ex-campeão. Reincidente, 'Bones' já havia sido punido com a perda de seu cinturão interino em 2016, dias antes de enfrentar Daniel Cormier. Em julho do ano passado, porém, ele nocauteou o rival antes de ser flagrado em novo exame.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte