Topo

Esporte

Rockhold analisa que casamento com Romero o favorece no UFC 221

Ag. Fight

Ag. Fight

16/01/2018 13h07

Na última semana, Luke Rockhold viu Robert Whittaker, seu então adversário do UFC 221, marcado para o dia 11 de fevereiro, em Perth (Austrália), precisar se retirar do evento devido à problemas de saúde. Com a ausência do atual campeão dos médios (84 kg), Yoel Romero ganhou a chance de encarar o americano em um confronto que valerá o cinturão interino da divisão. Mesmo com a troca de oponentes a pouco menos de um mês, o ex-campeão da categoria garantiu que prefere o novo casamento.

Em entrevista ao programa 'MMA Hour', Rockhold reconheceu que uma lesão séria foi a responsável por afastar o campeão linear do confronto, mesmo que não haja informações concretas sobre o que aconteceu. O americano ainda revelou que por não haver uma previsão de quando Whittaker poderia voltar, pediu para um dos dirigentes do UFC para disponibilizar o título interino.

"Claro que não é a situação ideal, obviamente. Estou viajando o mundo todo para lutar com um cara que eu poderia encontrar na rua. Queria lutar com Whittaker. É a luta que eu estava buscando há um bom tempo e pensei que seria um bom momento para acontecer. Mas ele está com problemas de saúde. Desejo o melhor para ele e sei que Whittaker não é um homem que foge de nada. Respeito o garoto e desejo o melhor. Espero que não seja tão grave", garantiu o ex-campeão.

O americano também deixou claro que Romero é uma opção melhor para o seu jogo. Isso porque, de acordo com Rockhold, o cubano apresenta mais falhas que o campeão linear. Portanto, para este combate, a sua estratégia para deixar o octógono vitorioso e com o novo cinturão em mãos já está definida.

"Acho que o Yoel tem mais buracos expostos no jogo dele. Acho que o Whittaker é mais fechado. Acredito que seja mais difícil de pegá-lo, enquanto o Yoel deixa espaços abertos. São lutas parecidas, mas gosto desse casamento", analisou o atleta.

"Acho que o Yoel tem o necessário mentalmente. Quer dizer, ele tem o que é necessário para ganhar mesmo quando ele está cansado. Tudo se trata de fazer o corpo dele desistir, que é o que eu planejo fazer. Ele tem limitações, buracos, então vou quebrá-lo em pedaços até destruir o seu corpo. Sei que ele vai vir para cima, sei que ele é perigoso, sei que não vai desistir. Mas sei que o corpo dele não aguenta e vou pressioná-lo até esse ponto".

Desde a sua estreia no MMA profissional, o ex-campeão dos médios perdeu apenas em três ocasiões. Das suas 16 vitórias que acumula no cartel, dez aconteceram por finalização. Rockhold conquistou o cinturão do UFC em 2015, ao nocautear Chris Weidman, e o manteve em mãos até a sua primeira defesa, quando foi derrotado por Michael Bisping.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte