Topo

MMA

Dana White revela que infecção de Whittaker é grave e sua volta será lenta

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Robert Whittaker disfere joelhada em Yoel Romero na luta principal do UFC 213 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

22/01/2018 11h40

Na luta principal do UFC 221, marcado para o próximo dia 11 de fevereiro, em Perth (Austrália), Robert Whittaker subiria ao octógono para a sua primeira defesa de cinturão. Entretanto, o atual campeão dos médios (84 kg) precisou se retirar do card para tratar questões de saúde e foi substituído por Yoel Romero, no confronto contra Luke Rockhold. Sem que houvesse confirmação do que forçou o australiano a cancelar a sua participação no evento, Dana White esclareceu as suas condições físicas.

Depois do UFC 220, nesse sábado (20), em Boston (EUA), o presidente do Ultimate explicou, em entrevista ao canal 'TSN', que o campeão dos médios teve uma infecção no estômago que não foi tratada da maneira correta inicialmente. Por isso, White acredita que o australiano ainda ficará um grande tempo afastado dos octógonos.

"Ele teve uma infecção de estafilococo no estômago. Pelo que eu sei, não foi tratada adequadamente e começou a comer parte dos órgãos dele. Ele está em uma situação muito grave. Levará um tempo para que ele possa voltar, eu acho. Tomara que se resolva rápido, mas essas coisas são uma ameaça à vida se não forem tratadas adequadamente", esclareceu o cartola.

Sem que haja uma previsão de quando o australiano estará liberado para voltar a competir, o combate entre Rockhold e Romero valerá pelo cinturão interino da divisão. Depois que Georges St-Pierre vagou o título conquistado no UFC 217, em novembro passado, Whittaker se tornou o campeão linear dos médios. O combate na frente da sua torcida representaria a primeira defesa do seu posto.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!