Topo

Esporte

Cormier esquece Jon Jones e reitera vontade de se aposentar em 2019

Ag. Fight

Ag. Fight

23/01/2018 11h00

Se você é fã de Daniel Cormier, atual campeão dos meio-pesados (93 kg) do Ultimate, essa notícia não vai te agradar. O americano que defendeu com sucesso o seu título no último sábado (20) diante de Volkan Oezdemir no UFC 220, em Boston (EUA), não deve subir muito mais vezes ao octógono.

Depois de já ter dito que poderia encerrar sua carreira de atleta de MMA em um futuro muito breve, DC revelou que o ano de 2019 deve marcar a sua despedida dos octógonos. Atualmente com 38 anos, o campeão dos meio-pesados acredita que o limite para que ele continue a lutar é a chegada aos 40 - o que acontecerá em março do ano que vem.

"Chegando março, eu terei 12 meses a mais no máximo. Eu estarei feito no dia 20 de março de 2019. Não vou lutar novamente. Eu terei 40 anos. Não vou voltar. Não vai ter reviravolta ou 'estou aposentado até pegar o tipo certo de luta'. Vai ser o fim. Não farei mais isso", garantiu DC, em entrevista ao programa 'MMA Hour'.

"Já disse uma ou outra vez que eu vivi uma ótima vida nos esportes. Eu amei todo momento disso. Minha família girou em torno do esporte. Não apenas Selena e as crianças, mas também meu pai e minha mãe. Tenho sido o centro do universo atlético da minha família por muito tempo e é hora de fazer isso para o pequeno Daniel e a Marquita. Quero ser um daqueles pais que ficam loucos e gritam na lateral, se gabando dos seus filhos", completou.

Com essa intenção reiterada por Cormier, um possível novo encontro entre o atual campeão e o ex-dono do cinturão Jon Jones fica praticamente inviável. Isso porque 'Bones' foi flagrado no doping em julho de 2017 e ainda aguarda o seu julgamento. Como é reincidente, existe uma grande chance de a sua punição ser mais severa e não é descartado o gancho de até quatro anos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte