Topo

MMA

Tyron Woodley ironiza possível retorno de Nate Diaz: "Quer virar manchete"

Sean M. Haffey/Getty Images
Tyron Woodley comemora vitória sobre Demian Maia em luta válida pelo UFC 214 Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images

Ag. Fight

26/01/2018 07h00

 

Na última quarta-feira (24), Nate Diaz postou uma foto nas redes sociais em que garantia estar pronto para retornar ao octógono entre os meses de maio ou junho. O atleta afirmou que estava cansado de assistir a lutas entediantes dos outros lutadores e decidiu retornar para empolgar os fãs. Argumento este que pareceu não agradar Tyron Woodley, campeão dos meio-médios (77 kg), que esteve perto de assinar um contrato para enfrentar o americano no final do ano passado.

De acordo com Woodley, Diaz poderia já ter voltado, mas preferiu exigir 15 milhões de dólares (aproximadamente R$ 50 milhões) para disputar o cinturão. Por isso, em entrevista ao programa "The Hollywood Beatdown", o campeão garantiu que o seu desafeto pode estar interessado a retornar ao UFC, mas apenas se for contra Conor McGregor - que é quem o teria tornado famoso.

"Quero falar sobre o Nate Diaz que disse: 'Ei, cara, estou pronto para lutar, mas não quero lutar, poderia lutar, mas não pretendo, mas luto se você lutar'. Você está sentado esperando por quem? Te ofereceram lutas. Você disse: "Aceito lutar com o Tyron, só quero 15 milhões de dólares". Então, acho engraçado, ele quer virar manchete. Ele nunca esteve perto de uma disputa de cinturão, ou algo do tipo. Antes da luta com Conor McGregor, ele estava em casa olhando as árvores crescerem", provocou o atual campeão.

"Se você quiser lutar agora, farei o meu braço fazer o que ele precisa fazer e estarei pronto para isso. Estou indo para a minha sexta semana de pós-operatório, consigo levantar a minha guarda. Poderei voltar em maio. Ele fala: 'Vejo vocês em maio, junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro, dezembro ou quando o Tyron quiser lutar'. Acho que é verdade, ele está entediado e lutar se tornou a sua identidade. É o que ele sabe fazer em alto nível. Acho que ele quer lutar. Se eu acho que ele quer lutar comigo ou qualquer outro, sem ser o Conor McGregor? Não".

As últimas atuações de Diaz foram justamente contra o irlandês, em 2016. No primeiro duelo, vitória por finalização. Na revanche, triunfo de McGregor por pontos. Até o momento, Diaz, que foi contratado pela maior organização de MMA do mundo depois de vencer a quinta edição do 'The Ultimate Fighter', soma 19 vitórias e 11 derrotas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!