Topo

Esporte

Daniel Cormier exalta legado para aceitar superluta contra Stipe Miocic

Ag. Fight

Ag. Fight

30/01/2018 13h48

No próximo dia 7 de julho, Daniel Cormier voltará a pisar no octógono para um dos maiores desafios da carreira. Campeão meio-pesado (93 kg) do Ultimate, DC subirá de categoria para enfrentar o dono do cinturão peso-pesado, Stipe Miocic, no UFC 226, evento que será realizado em Las Vegas (EUA). E, para o americano, caso ele saia com a vitória e o título nas mãos, ninguém jamais poderá questionar o seu legado para o esporte.

Durante uma entrevista no programa 'The MMA Hour' na última segunda-feira (29), Cormier elogiou Miocic e deixou claro que tem plena consciência de que terá uma dura tarefa pela frente. Mas, por outro lado, o americano fez questão de ressaltar que a conquista dos dois cinturões simultaneamente o colocaria em um patamar diferenciado entre os atletas da companhia - afinal de contas, até hoje o único atleta que alcançou tal feito de form simultânea foi Conor McGregor.

"Quando penso em uma luta contra o Miocic, penso em uma luta bem difícil. Essa é uma grande montanha para eu escalar. Mas a realidade é que eu sempre falei de competição e legado. E quando falamos de legado, se eu consigo vencer esse combate, não tem como alguém negar tudo que fiz por esse esporte e o que eu deixarei para trás quando eu me aposentar. Toda a minha equipe está fechada com isso", afirmou.

Questionado se estaria deixando a divisão dos meio-pesados de vez, Cormier deixou bem claro que esse não é o caso. De acordo com DC, ele entregaria o cinturão imediatamente caso decidisse não atuar mais na sua categoria,

"Eu nunca disse que abandonaria essa divisão. Se eu nunca mais quisesse lutar nessa categoria, eu entregaria o meu cinturão agora. Não seguraria o cinturão e travaria toda a divisão. Isso não é justo. Nunca disse que não vou mais lutar nos meio-pesados. Essa é a luta pelo cinturão peso-pesado e depois nós veremos o que vai acontecer", declarou.

No último dia 20 de janeiro, Cormier nocauteou Volkan Oezdemir e mostrou que ainda está em grande forma. Aos 38 anos de idade, DC coleciona na carreira um cartel com 20 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte