Topo

Esporte

De La Hoya oferece ajuda para presidente do UFC em expansão para o boxe

Ethan Miller/Getty Images
Oscar de La Hoya comanda a Golden Boy Promotions Imagem: Ethan Miller/Getty Images

Ag. Fight

30/01/2018 06h00

 

Em novembro passado, o presidente do UFC anunciou que a maior organização de MMA do mundo atuará também no boxe. Apesar de não ter feito mais nenhuma atualização sobre a expansão, principalmente no que se refere a possíveis datas, Dana White recebeu os cumprimentos de alguém que já está há alguns anos nesse ramo. Oscar De La Hoya, ex-campeão mundial em diversas categorias, desejou boa sorte para o cartola do Ultimate e ofereceu a sua empresa para a organização de mais superlutas como a que aconteceu em agosto passado entre Floyd Mayweather e Conor McGregor. Mas, claro, ele não perdeu a oportunidade para provocar o pugilista americano.

O confronto entre o McGregor e Mayweather atingiu a segunda maior marca em vendas de pay-per-view da história. Com isso em mente, o ex-boxeador revelou que gostaria de realizar mais evento desse tipo - mesmo que fosse uma superluta de MMA. Em entrevista ao site 'TMZ Sports', De La Hoya garantiu que o caminho não será fácil, nem mesmo para Dana White.

"Desejo o melhor para ele, desejo o melhor. Falta muito para ele chegar no boxe, estou no boxe a minha vida inteira e sei que não será fácil. Mas desejo o melhor para ele. Será muito difícil para ele fazer o que fez no UFC, porque existe a empresa Golden Boy Promotions. Espero que ele tenha sucesso, mas seria difícil. Adoraria fazer as maiores lutas de boxe com ele, adoraria ter as maiores lutas de boxe. Se ele quiser ter outros dos seus lutadores do UFC no boxe, vamos lá, por que não? E vice-versa. Seria grande. Mas não estou falando com ele. É surpreendente que ele queira entrar no boxe sem nunca ter participado das maiores promoções do esporte", garantiu o empresário dono da Golden Boy Promotions.

O ex-boxeador ainda analisou como seria a performance de 'Money' Mayweather dentro do octógono. Em dezembro passado, o americano pareceu estar perto de assinar contrato com o UFC, mas a negociação não foi adiante. Sobre a presença do ex-pugilista no MMA, De La Hoya provocou ao declarar que Mayweather "vai bater em dez segundos".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte