Topo

Esporte

Cody Garbrandt oferece revanche a TJ Dillashaw: "Dou parte da minha bolsa"

Ag. Fight

Ag. Fight

06/02/2018 13h04

Depois de ser nocauteado por TJ Dillashaw no UFC 217, que aconteceu em novembro passado, Cody Garbrandt perdeu o cinturão dos galos (61 kg) e não voltou a subir ao octógono desde então. Sem que o seu ex-companheiro de equipe tenha realizado alguma defesa depois disso, 'No Love' decidiu fazer uma oferta para conseguir a sua revanche. Mesmo que para isso precise dar parte de sua bolsa ao atual campeão.

Com a lesão de Max Holloway, o UFC 222, marcado para o próximo dia 3 de março, ficou sem luta principal. O campeão dos penas (66 kg) enfrentaria Frankie Edgar em mais uma defesa de cinturão. Com isso, Garbrandt quer "tapar o buraco" desse card, em uma nova disputa de título. E está disposto a abdicar de algum dinheiro para encarar Dillashaw.

"Dou a ele uma parte da minha bolsa, se ele quiser, se o UFC não quiser compensá-lo. Não se trata de dinheiro para mim, mas sim de princípio. É sobre recuperar o meu cinturão. Estou saudável. Tudo bem, nós dois não estamos treinando, tudo bem. Quatro semanas, somos lutadores no fim das contas. Vamos lutar. Se ele quiser uma parte da minha bolsa, dou para ele. Se for sobre dinheiro para ele, tudo bem", prometeu o ex-campeão dos galos, em entrevista ao programa 'MMA Hour'.

"TJ, se você está ouvindo. Duane , eu sei que você está ouvindo, você é estranho. Vamos fazer essa luta. Vamos lá. Vamos salvar o card. Se você quer uma parte da minha bolsa, eu dou para você. Não dou a mínima para o dinheiro. Quero o meu título de volta".

A pouco menos de um mês para o evento, Dillashaw garantiu que não teria tempo para treinar adequadamente e que não poderia realizar um camp, já que acabou de se tornar pai. No entanto, No Love argumentou que a sua situação é exatamente a mesma: não tem treinado e seu filho acabou de nascer.

"Quando o UFC liga e te oferece uma oportunidade como essa, você se joga. Não sei. Ele quer dar um monte de desculpas e trazer a paternidade para o meio disso. É a mesma coisa. Eu entendo, tanto faz. Mas você vai sentar e falar que não pode treinar porque tem um filho? TJ já começou a plantar isso na imprensa. Eles são p*** da imprensa, ele e Duane. Eles querem ir até lá e falar. Nunca vi um treinador que dê tantas entrevistas como Duane. É loucura. Eles sabem como vai ser. Por isso falaram que eu teria que trilhar um longo caminho de volta. Eles não querem uma revanche comigo, e é isso. É inevitável. É destinado a mim ser o campeão do mundo de novo. Esse é o meu objetivo e é para isso que estou treinando", concluiu Garbrandt.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte