Topo

Esporte

Holloway solta o verbo e ironiza oferta de McGregor para "tapar buraco" no UFC 222

Ag. Fight

28/02/2018 11h27

Na última semana, Conor McGregor surpreendeu a todos ao revelar que se ofereceu para "tapar o buraco" da luta principal do UFC 222, marcado para este sábado (3). Na publicação, o irlandês garantiu que se colocou à disposição do Ultimate para enfrentar Frankie Edgar, mas a organização alegou "que não teria tempo suficiente" para promover o seu maior lutador. Acontece que parece que nem todos compraram essa versão da história.

Nessa segunda-feira (26), Artem Lobov ­- companheiro de treinos do 'Notorious' - corroborou a versão do seu amigo e assegurou, em entrevista ao programa 'MMA Hour', que a negociação esteve "muito, muito perto de acontecer" e que "os planos estavam encaminhados". A novela ganhou mais um capítulo na terça-feira, quando Edgar revelou que a proposta de McGregor seria para lutar por um cinturão inexistente, em uma categoria inédita de 75 kg.

Contudo, Max Holloway, que se lesionou e precisou deixar o card da edição 222 do show, usou a sua conta no Twitter para debochar de toda a situação - usando as palavras do amigo do irlandês. O atual campeão dos penas (66 kg) ironizou que "se ofereceu" para enfrentar o dono do cinturão dos moscas (57 kg) pelo título dos palhas (52 kg) - que seria um cinturão inédito para o MMA masculino no UFC.

"Mais uma atualização, Ariel Helwani . Depois que eu saí do UFC 222, me ofereci para amputar a minha perna e lutar pelo cinturão de 52 kg contra DJ . Esteve muito, muito perto. Os planos estavam encaminhados. Mas me disseram que não havia tempo suficiente. Fique abençoado . Assinado o campeão que defende o cinturão", debochou o americano (veja abaixo ou clique aqui).

A última atuação de McGregor no UFC foi em novembro de 2016, quando conquistou o cinturão dos leves (70 kg). Depois disso, o irlandês concentrou suas energias em uma superluta de boxe com Floyd Mayweather, em agosto passado, e não voltou ao octógono para defender o título. Sem que haja uma previsão de quando o Notorious será visto no MMA novamente, o presidente do Ultimate garantiu que o maior lutador da organização será destituído do posto de campeão.

One more update @arielhelwani. After I was pulled from 222, I offered to amputate my leg and fight for a 115lb belt against DJ. It was very very close. Plans were in place. But I was told there wasn't enough time.
Stay blessed,
The DEFENDING Champ (no need TM what he can't claim) https://t.co/iFCB2NcHFA

? Max Holloway (@BlessedMMA) February 27, 2018

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte