Topo

Esporte

Mackenzie Dern garante que atletas do UFC não são páreas para seu jiu-jitsu

Ag. Fight

01/03/2018 13h16

Mackenzie Dern se prepara para subir ao octógono pela primeira vez em sua carreira no UFC 222, marcado para este sábado (3), em Las Vegas (EUA). A americana, que é filha de brasileiro, garantiu que está curiosa para ver a reação das atletas da maior organização de MMA do mundo diante do seu jiu-jitsu - modalidade na qual é faixa-preta desde os 19 anos. A adversária da estreante é Ashley Yoder, que tem quatro de suas cinco vitórias por finalização.

Em entrevista ao site 'MMA Fighting', Dern explicou que em outras organizações as adversárias ficam com tanto medo das suas tentativas de queda que acabam evitando a trocação devido à aproximação, o que significa respeito perante a arte marcial que domina. Para a peso-palha (52 kg), a sua estreia no UFC significa que ela está pronta para dar o próximo passo em sua carreira.

"Vai ser interessante ver como a Ashley vai lutar comigo. Acho que nunca lutei com alguém que não respeitasse o meu jogo de chão. Acho que é muito mais fácil derrubar alguém que se arrisca mais. Estou empolgada para ver o que vai acontecer no UFC. Sei que muitas garotas vão acreditar que tem ótimas defesas de quedas e vão se arriscar mais. Estou empolgada para ver como as minhas quedas serão. Sei que muitas vão falar: 'Não vou bater para isso'", garantiu a atleta.

"Mas tenho certeza que talvez elas possam defender o meu estrangulamento, mas se elas defenderem o meu estrangulamento, vou para a chave de braço. Se defenderem a minha chave de braço, armo o triângulo e assim vai. Elas podem defender uma, duas ou três vezes, mas jiu-jitsu faz parte da minha vida por anos, muitos anos, elas vão precisar treinar por 20 anos para ter a minha experiência. Estou empolgada. Não é um sentimento de 'finalmente', mas ao mesmo tempo estou pronta para dar esse próximo passo. Claro que ainda preciso crescer no UFC, mas estou pronta para esse crescimento dentro do UFC e não fora dele. Estou empolgada que finalmente poderei fazer essa transição".

Mesmo com apenas cinco lutas no MMA profissional, a americana tem uma vasta experiência no jiu-jitsu. Dern, que treina a Arte Suave desde os três anos de idade, já conquistou medalha de ouro em campeonatos mundiais e no ADCC.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte