Topo

Esporte


Brian Ortega exalta motivação para ser primeiro lutador a finalizar Edgar

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

02/03/2018 08h00

No próximo sábado (3), Brian Ortega subirá no octógono do UFC 222, evento que será realizado em Las Vegas (EUA), para o maior desafio da carreira. Após o campeão Max Holloway se lesionar e se retirar do combate, o atleta de 27 anos de idade entrou no lugar do havaiano para enfrentar ninguém menos que Frankie Edgar. Atualmente na 3ª posição no ranking da categoria, o peso-pena (66 kg) busca o seu espaço no topo da divisão. E, para isso, o americano quer fazer algo que ninguém jamais conseguiu com o antigo dono do cinturão dos leves (70 kg).

Durante conversa com jornalistas em media day realizado nessa quinta-feira (1º) em Vegas, Ortega não pensou duas vezes ao ser questionado qual seria o desfecho ideal para o duelo contra Edgar. Para o jovem atleta, vencer Edgar sem a necessidade das papeletas dos juízes laterais - algo que nunca aconteceu na história - seria a melhor forma de coroar a maior luta de sua carreira.

"O final perfeito seria me tornar o primeiro lutador da história a finalizar ou nocautear o Frankie Edgar", apontou.

Contratado pelo Ultimate em 2014, Ortega ainda não sabe o que é perder na carreira e venceu todas as suas últimas cinco lutas na companhia através de nocautes ou finalizações. Mas, para o americano, foi no duelo contra Renato 'Moicano' que ele realmente ganhou visibilidade na organização. Afinal de contas, na sua apresentação seguinte ele já enfrentou Cub Swanson na luta principal do UFC Fight Night 123.

"Eu acho que finalmente fui notado depois da luta contra o Moicano. Depois daquela luta eu enfrentei o Cub Swanson em uma luta principal e sinto que isso me colocou em outro patamar do que eu estava antes. Então a luta contra o Moicano realmente mostrou ao mundo do que eu sou capaz e o tipo de lutador que eu sou dentro do octógono. Sinto que o UFC respeitou isso e eu tenho certeza que os fãs gostam. Os prêmios querem dizer que fiz um bom trabalho", afirmou.

Ortega começou a competir MMA profissionalmente em 2010 e chegou a ser campeão do RFA antes de ser contratado pelo Ultimate. Invicto na carreira, o americano coleciona um cartel com 13 vitórias e uma luta sem resultado. Edgar, por sua vez, possui um cartel com 22 vitórias, cinco derrotas (todas por decisão) e um empate.

Mais Esporte