Topo

Esporte

Perto de cinturão, Ketlen Vieira descarta pressão para UFC 222: "Lutarei pela minha chance"

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

02/03/2018 11h41

Ketlen Vieira subirá ao octógono no UFC 222 - evento marcado para este sábado (3), em Las Vegas (EUA) - contra Cat Zingano, pela divisão peso-galo (61 kg), no que pode ser a luta mais importante da sua carreira. Isso porque é provável que a vencedora desse confronto seja a próxima desafiante de Amanda Nunes em uma disputa de cinturão, o que deixaria a 'Fenômeno' com uma pressão ainda maior pela sua performance.

A atual número cinco do ranking garantiu em conversa com a reportagem da Ag. Fight durante o media day realizado nessa quinta-feira (1) que não mudou nada específico no seu treinamento para enfrentar a americana, mesmo que saiba da proximidade em lutar pelo título. Apesar da importância deste duelo, Ketlen reforçou que sempre treina como se fosse entrar em uma disputa de cinturão e não se intimida pela vasta experiência da adversária.

"Encaro toda luta com o mesmo grau de dificuldade, sempre treino como se fosse lutar com campeã. Então, na minha cabeça estou treinando como se ela fosse a campeã. Ela já lutou pelo cinturão, já teve a chance dela e agora eu vou lutar pela minha. Acho que a vantagem da Cat Zingano é a experiência. Ela tem uma grande experiência no MMA, acho que ela leva vantagem nisso. Mas estou muito bem preparada, muito bem condicionada, nunca me senti tão bem em toda a minha vida. E no sábado tenho certeza que vamos dar um show", analisou a brasileira.

A última atuação de Zingano foi em julho de 2016, quando anotou sua segunda derrota consecutiva. Mesmo que esse tempo afastada do octógono possa significar falta de ritmo de luta, Ketlen ponderou que a americana pode estar com ainda mais vontade para ter uma excelente performance e vencer.

"Depende, acho que isso varia de pessoa para pessoa. Vou dar um exemplo meu, se fosse eu afastada por tanto tempo, eu ia aproveitar para mostrar que evoluí. Quando retornasse ao octógono, ia vir com mais sede de vencer. Pela lutadora que a Cat Zingano é, pelo calibre que ela é, acho que ela vem com mais vontade de vencer", opinou a atleta.

Com nove combates como profissional, a brasileira desconhece o sabor da derrota. A manauara chegou a quinta posição do ranking oficial dos galos de maneira invicta e com seis das suas vitórias sendo por nocaute ou finalização.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte