Topo

Esporte

Yana Kunitskaya elogia 'Cyborg' mas aposta em "jogo inteligente" para vencer

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

02/03/2018 11h10

Sem sombra de dúvidas, Yana Kunitskaya está diante do maior desafio da carreira. No próximo sábado (3), a russa subirá no octógono do UFC 222 para sua estreia na companhia em duelo valendo o título dos pesos-penas (66 kg) contra ninguém menos que Cris 'Cyborg'. Ex-campeã peso-galo (61 kg) do Invicta FC, 'Foxy' não é estranha a grandes combates. Contudo, a lutadora tem total consciência de que enfrentará a melhor atleta de todos os tempos e que precisará ter uma atuação impecável para sair com a vitória.

Durante uma conversa com jornalistas em media day realizado na última quinta-feira em Vegas, Yana rasgou elogios a Cyborg e apontou que a brasileira é, possivelmente, a maior lutadora feminina da história das artes marciais mistas. Mas, apesar disso, a russa ponderou que está confiante para o combate e deixou claro que tem um bom plano de jogo para parar a campeã.

"Ela é muito dura, muito forte, é a campeã e todo mundo sabe que ela é a melhor lutadora da história do MMA. Mas ninguém é invencível e acho que estou preparada para essa luta. Acho que terei que lutar de forma esperta, usar a minha cabeça. Tenho uma boa estratégia", declarou.

Estrear no Ultimate já disputando um título contra uma atleta como Cyborg não é para qualquer atleta. De acordo com Yana, o seu plano era começar sua trajetória no Ultimate de forma devagar. No entanto, quando a oportunidade de disputar o título apareceu, a russa agarrou a chance com unhas e dentes.

"Sim, com certeza. Acho que, para qualquer lutador, o UFC é a maior plataforma e eu já tive a oportunidade de estrear lutando por um cinturão. Eu pensei em começar dando pequenos passos, mas a vida me deu essa oportunidade e eu decidi aproveitar. Estou empolgada que o UFC me deu essa chance de me mostrar", afirmou.

Lutadora profissional desde 2009, Yana teve uma passagem de pouco mais de um ano pelo Invicta FC, quando conquistou o título dos galos da companhia. Aos 28 anos de idade, a russa coleciona na carreira um cartel com 10 vitórias, três derrotas e um empate.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte