Topo

MMA

Após chorar de dor, Ketlen Vieira revela que lutou com a costela machucada

Diego Ribas/Ag Fight
Ketlen Vieira vence Cat Zingano Imagem: Diego Ribas/Ag Fight

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

05/03/2018 08h00

Invicta no MMA e virtualmente próxima da fila pelo cinturão após vencer Cat Zingano, a brasileira Ketlen Vieira tem motivos de sobra para comemorar. No entanto, após o duelo que abriu o card principal do show do último sábado, a atleta revelou que por pouco não ficou de fora da disputa.

Isso porque, apenas dez dias antes do duelo uma lesão nas costelas durante o último treinamento fez a peso-galo (61 kg) chorar de dor, além de colocá-la em situação de inferioridade física no octógono. Memo assim, a ex-judoca deu show de raça, escondeu a contusão e mediu forças com a veterana.

"Faz dez dias , foi na quarta-feira. Foi no ultimo treino que eu comecei a sentir a costela. Fui para o banheiro chorar porque era o último treino. Meu treinador conversou comigo e disse que daria certo. Sabia que estava preparada fisicamente mas estava muito preocupada em levar uma pancada e não aguentar", narrou em conversa com os jornalistas após o show.

Apesar da contusão, Ketlen levou a melhor nos dois últimos assaltos, quando derrubou e dominou a americana no solo. No entanto, para lidar com a dor foi preciso tomar anti-inflamatórios e usar de sua experiência no judô, esporte em que competia com dores diversas vezes, como ela revelou.

"Tinham momentos que eu sentia bastante, mas respirava fundo e procurava pensar na minha equipe, porque eles mereciam a vitória. No MMA não , mas no judô já lutei diversas vezes machucada, até com um braço apenas. Minha costela está dolorida. Tomei anti-inflamatório para mascarar a dor, mas a adrenalina também ajudou", revelou a invicta atleta.

Com o triunfo, o quaro seguido no UFC, Ketlen se credencia para disputar o título. No entanto, ainda existe uma indefinição sobre o futuro da campeã dos pesos-galos (61 kg) Amanda Nunes. que pode encarar Raquel Pennington ou Cris 'Cyborg' em sua próxima apresentação. Alheia a isso, a atleta da Nova União garante que está pronta para chegar ao topo.

"Quero na próxima luta disputar o cinturão. Só quero o tempo de recuperar minha costela. Posso esperar a vencedora de Raquel e Amanda. Muito se falou na mídia, mas o UFC não disse nada para mim. Venho de quatro vitórias duríssimas contra atletas que disputaram o cinturão, e contra uma que venceu duas campeãs, a Amanda e a Miesha. Acho que mereço", finalizou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!