Topo

MMA

St. Pierre deixa futuro no UFC em aberto e diz: "Dana não me controla"

Minas Panagiotakis/Getty Images
Georges St-Pierre é ovacionado durante partida de hóquei no gelo Imagem: Minas Panagiotakis/Getty Images

Ag. Fight

06/03/2018 11h20

O retorno meteórico de Georges St. Pierre ao maior torneio de MMA do mundo foi marcado pela sua vitória diante de Michael Bisping no UFC 217, em novembro do ano passado. No entanto, logo após conquistar o cinturão dos médios (84 kg) do UFC, o canadense acabou deixando o posto de campeão por alegar problemas de saúde e não deixou muito contente o chefe da companhia, Dana White.

Quase quatro meses se passaram desde que GSP abandonou novamente o Ultimate, mas o ex-campeão segue tendo que dar explicações sobre o que pensa a respeito do futuro de sua carreira. Em entrevista ao programa 'MMA Hour', o canadense foi claro ao expressar sua visão sobre Dana White e a importância do Ultimate em sua vida.

"Se eu tivesse perdido, eu teria perdido grande. Eu enfrentei o risco. O Dana pode não estar feliz com isso, porque ele não me controla. Talvez ele esteja acostumado a lidar com pessoas que ele controle, mas ele não me controla. Eu não dependo de lutar. Não preciso do UFC para viver. Já estive lá, fiz aquilo, mas não dependo da luta. Eu tenho outras coisas que não têm nada a ver com o UFC e eu não preciso da luta para o resto da minha vida, se eu não quiser", disse o ex-campeão.

St. Pierre também falou sobre a possibilidade de novamente voltar a subir no octógono. Pelas palavras do canadense, não existe um plano para retornar em um futuro breve, mas as portas não estão fechadas para essa possibilidade.

"Eu não posso lutar agora, mas as coisas no MMA mudam muito rapidamente. Eu não sei. Talvez em alguns meses um cara ganhe o título e ele será o novo rei peso-por-peso e talvez isso me estimule. Quem sabe?", indagou.

"Não fechei a porta (da minha carreira). Precisaria pensar sobre que divisão (eu voltaria). Nos 84 kg, 77 kg, 70 kg, qual tipo de peso. Venci o título dos 77 kg muitas vezes. Não significa que eu não posso voltar e tentar ir para o título, mas para mim agora tem que ser uma situação de vencer ou vencer que pode me elevar. Já disse isso muitas vezes. Sei que é repetitivo, mas é a verdade".

Aos 36 anos de idade, Georges St. Pierre detém um cartel com 26 vitórias e duas derrotas no MMA. Ex-campeão dos meio-médios (77 kg), o canadense retomou sua carreira para encarar Michael Bisping em novembro de 2017, mas pelo título dos médios (84 kg). Ele venceu e novamente deixou o cinturão vago.