Topo

Esporte

Holm cogita revanche com Cyborg, mas admite não ter assistido primeira luta

Ag. Fight

11/03/2018 16h00

Ainda sem saber qual será o seu próximo desafio no mundo das lutas, Holly Holm vem de derrota para Cris 'Cyborg' na única vez em que a brasileira precisou de cinco rounds para derrotar sua oponente. E, apesar de contar com quatro resultados negativos nas últimas cinco apresentações que fez pelo Ultimate, a americana segue bem na fita com a maior organização de MMA do mundo.

Prova disso é o fato de que Holm, mesmo com o retrospecto ruim recente, ainda ocupa a primeira colocação no ranking oficial da divisão dos galos (61 kg). E até mesmo em virtude disso, a americana enxerga com bons olhos uma nova luta com Cyborg, campeã dos penas (66 kg). "Com certeza eu iria querer essa revanche", afirmou a ex-campeã em conversa com o site 'MMA Fighting'.

Apesar de já cogitar um novo embate com a brasileira, Holly Holm também admitiu que ainda não reviu a sua atuação no UFC 219, disputado em dezembro do ano passado. A americana não sentiu a necessidade de assistir a luta, mas garantiu que provavelmente fará isso em um futuro próximo.

"Se eu voltar ao camp de treinamento, provavelmente vou ver. Vi alguns clipes aqui e ali. A maioria dos melhores momentos é dela me batendo, basicamente foi assim aquela luta. Mas eu sei que tive alguns bons momentos. Foram alguns poucos momentos que eu bati nela com bons golpes e apenas senti que, você sabe, no clinche eu fiz algumas coisas boas. Sempre tem algo para ser construído. Sempre me leva um tempo para voltar a minha luta", disse.

Holly também foi convidada a analisar a última atuação de Cyborg, que venceu Yana Kunitskaya ainda no primeiro round do UFC 222, disputado no início deste mês. Segundo a americana, mesmo perdendo de forma rápida, a russa expôs alguns buracos da brasileira.

"Todos nós sabemos que a Cyborg é uma lutadora forte. Ela bate forte e é sempre agressiva. E a Yana.. até o fim da luta a Yana teve alguns bons momentos, sabe? Ela conseguiu uma queda, ela estava em cima, ela conseguiu o controle do cage e pegou as costas da Cyborg. Então não foi de todo ruim para a Yana. Ela teve alguns momentos e algumas coisas ela vai aprender dessa luta".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte