Topo

Esporte

'Hulk do UFC' nega doping consentido e se defende: "Sou honesto"

Ag. Fight

12/03/2018 05h00

Atleta meio-pesado (93 kg) do UFC, Ion Cutelaba foi suspenso por seis meses dos octógonos por falhar no doping em exames realizados no início de novembro. O 'Hulk do UFC' acabou pegando um gancho de seis meses por ter feito a chamada 'terapia de ozônio', que envolve uma transfusão de sangue, algo proibido pela USADA (agência americana antidoping). Mas o atleta garante que não fez isso de maneira pensada.

Na sua primeira manifestação após ter a suspensão divulgada pelo órgão responsável, Cutelaba se defendeu das acusações através de um post no Instagram. Hulk comemorou o fato de a punição não ter sido tão pesada e ele poder voltar ao octógono em breve.

"Eu aceito a suspensão da USADA por seis meses e depois do dia 3 de maio eu posso participar. Eu não mostrei nada positivo. Sou um atleta honesto! Agora estamos procurando por uma luta. O Hulk está pronto para lutar novamente. Eu sou um verdadeiro esportista e nunca trapaceei as regras. Foi um longo caminho até a justiça, mas estamos aqui . Farei uma declaração pública em breve para explicar tudo, mas obrigado pela confiança e pela torcida. O Hulk está de volta", escreveu o atleta da Moldávia.

Ion Cutelaba poderia ter sido suspenso por até dois anos, mas como admitiu o doping e deu justificativas plausíveis, teve sua pena diminuída. Vale lembrar que o lutador estava escalado para se apresentar no card do UFC Nova York, em novembro do ano passado, mas foi retirado do evento no dia anterior ao show, logo após a pesagem matinal, quando bateu o limite da divisão sem grandes problemas.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em Ago 8, 2015 às 9:50 PDT

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte