Topo

Esporte

Rockhold critica Comissão Atlética por beijo de Romero no UFC 221; entenda

Ag. Fight

12/03/2018 11h25

Na luta principal do UFC 221, realizado em fevereiro passado, em Perth (Austrália), Yoel Romero nocauteou Luke Rockhold no terceiro round. Apesar da vitória inquestionável, o que mais chamou a atenção nesse duelo foi o beijo que o 'Soldado de Deus' deu na bochecha do americano, o que para o ex-campeão dos médios (84 kg) foi vergonhoso para a Comissão Atlética da Austrália.

Enquanto o americano se recuperava do nocaute sofrido, o cubano passou pelos médicos e outras pessoas que subiram ao octógono com o fim do confronto e se dirigiu ao seu oponente. Romero chegou a dizer que "amava" o ex-campeão e o beijou em seguida. Cerca de um mês depois desse episódio, Rockhold criticou a postura do seu adversário e voltou a justificar sua derrota por conta dos danos sofridos pelo corte de peso.

"Para ele atravessar o cage daquela forma, foi ridículo para eles deixarem isso. Não sou um grande fã de como ele se sustenta. Ele é muito falso. Não estou dizendo como eu me sinto. Sou assim, goste ou não", atacou o americano, em entrevista ao programa 'MMA Hour'.

"Yoel estava forte. Ele estava imenso. Eu não estava no meu melhor, o corte de peso me prejudicou. O cara parecia cimento. Pensei que poderei pegar os movimentos dele e forçá-lo mais no wrestling. Mas não foi o caso. Tive que trabalhar meus chutes e não mantive a estratégia como eu deveria".

Como ficou acima do limite máximo permitido na divisão, Romero não conquistou o cinturão interino com a vitória. Mesmo assim, o cubano se tornou o próximo desafiante de Robert Whittaker pelo título dos médios. Para Rockhold, o fato do número um do ranking da divisão chegar ao topo tão rápido depois do episódio de doping, em 2016, mostra que o UFC favorece alguns lutadores, apesar da "trapaça".

"Adivinha só, ele é o cara que abriu a boca e falou m*** enquanto eu tinha o título. E ele foi e se explodiu de esteroides. Você sabe o que você coloca no seu corpo. Estou cansado de pessoas que ficam tentando encontrar brechas e formas de driblar as coisas. Não sei porque você ganha um passe nesse esporte. Muitos caras ganham passes. Não sou um fã disso. Sempre lutei limpo, nunca trapaceei na minha trajetória. Sempre fiz tudo da maneira certa. Infelizmente, nem todo mundo segue esse caminho", lamentou o ex-campeão.

Depois dessa derrota, Rockhold revelou que subirá para a divisão dos meio-pesados (93 kg), para sofrer menos com o corte de peso. Antes de enfrentar os atletas da categoria de cima, o americano pode ser o adversário na última luta na carreira de Michael Bisping.

Mais Esporte