Topo

Esporte

Alexander Gustafsson acusa Daniel Cormier de fugir de defesa de cinturão

Ag. Fight

13/03/2018 17h05

O último confronto de Alexander Gustafsson no UFC foi em maio passado, quando ele nocauteou o brasileiro Glover Teixeira. Depois desse duelo, o sueco se lesionou e precisou ficar um tempo afastado até que estivesse apto para retornar ao octógono. No entanto, mesmo recuperado, o 'Mauler' não poderá lutar pelo cinturão dos meio-pesados (93 kg) imediatamente, o que pareceu frustrar seus planos.

Apesar de estar na primeira colocação do ranking oficial da divisão e ser o primeiro da fila para disputar o título, o sueco deverá esperar Daniel Cormier voltar para a categoria. Com a superluta contra Stipe Miocic marcada para julho, no main event do UFC 226, é provável que 'DC' não volte a defender o cinturão dos meio-pesados antes do final do segundo semestre, o que aumentaria ainda mais a frustração de Gustafsson.

"Estou um pouco frustrado, porque estava contando que iria enfrentar o DC. Eu e ele lutando pelo cinturão de novo, esse era o meu plano. Esse era o meu plano e não aconteceu dessa maneira, então é um pouco frustrante. Me machuquei há um tempo atrás também, logo depois da minha luta com o Glover , então estou motivado. Estou fora há algum tempo e estou cansado de estar afastado. Quero estar ativo e sentir o fogo", lamentou o sueco, em entrevista ao programa 'MMA Hour'.

"E agora Cormier sobe de categoria, enquanto a gente senta aqui e assiste as coisas acontecerem. Então, estou frustrado e decepcionado. Não sei o que dizer além disso. Não sou quem está desaparecendo aqui. Ele sabe que estou aqui e ele sabe que estou esperando por ele. Parece que ele está tentando se manter a salvo. Ele tem tudo a ganhar no UFC 226 e nada a perder. Quero enfrentá-lo mais uma vez, se for pelo cinturão, melhor ainda. Espero que ele desça de volta, se não vou atrás dele".

Apesar de Cormier garantir que se aposentará no início do próximo ano, é provável que o americano enfrente o número um do ranking antes de pendurar as luvas. Se esse casamento realmente acontecer, será o segundo encontro entre os lutadores. Em outubro de 2015, DC fez sua primeira defesa de cinturão dos meio-pesados contra Gustafsson e levou a melhor por decisão unânime dos juízes laterais.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte