Topo

Esporte

Americana desafia Ketlen Vieira de olho no cinturão do UFC

Ag. Fight

21/03/2018 11h34

Lutadora mais velha da categoria aos 40 anos, a americana Marion Reneau ocupa a sétima posição no ranking peso-galo (61 kg) do UFC e vive boa fase na carreira, invicta em seus últimos quatro combates. Com desejo de sacramentar uma disputa de cinturão em breve, a lutadora sugeriu um confronto contra a promessa brasileira Ketlen Vieira para definir a próxima desafiante ao título.

Em entrevista concedida ao site 'MMA Junkie', a veterana afirmou enxergar lacunas que podem ser exploradas no arsenal da possível adversária e alegou vir assistindo com atenção as últimas performances de Ketlen dentro do octógono. Para realizar o desejo, Reneau declarou aceitar até mesmo lutar em solo brasileiro.

"Acho que essa seria a coisa mais inteligente. Eu preciso fazer o que eu tiver de fazer. Se eu tiver de ir até o Brasil, ótimo. As pessoas são incríveis. Eu sei que eles torcem pelos brasileiros, mas eu também tenho alguns fãs. Nós encontramos alguns buracos em seu jogo (de Ketlen) assistindo essa luta (contra Cat Zingano) e as anteriores. Estou feliz que ela lutou por três rounds, porque pudemos analisá-la melhor. Ela está melhorando", explicou Reneau.

Ketlen Vieira vem de uma sequência de quatro vitórias consecutivas no UFC e nunca perdeu em sua carreira, somando um total de dez triunfos profissionais. Em seu último combate, a manauara superou Cat Zingano, outra veterana do esporte.

Na opinião de Marion, o modo certo de tocar a divisão dos galos seria casar a vencedora de seu embate diante da brasileira contra a vitoriosa da disputa de cinturão entre a campeã Amanda Nunes e a desafiante Raquel Pennington, programada para o UFC 224, no próximo dia 12 de maio, no Rio de Janeiro.

"Garotas que tiveram menos vitórias que eu já conseguiram chances de disputar o cinturão. A melhor das hipóteses seria que a vencedora entre Ketlen e eu pegasse a vencedora entre Amanda e Raquel. Eu não me importaria de enfrentá-la para garantir uma disputa de cinturão", declarou.

Em seus últimos combates, Marion Reneau finalizou Sara McMann, nocauteou a brasileira Talita Bernardo e a russa Milana Dudieva, além de ter empatado com a paraibana Bethe Correia. Sua última derrota aconteceu em fevereiro de 2016, quando perdeu para Ashlee Evans-Smith por decisão dividida.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte