Topo

MMA

Augusto Tanquinho nega doping e pede contraprova do exame para Usada

21/03/2018 18h10

Campeão mundial de jiu-jitsu, Augusto Mendes, o Tanquinho, foi flagrado em um exame antidoping realizado pela Usada (agência antidoping norte-americana) e automaticamente retirado de sua luta escalada para o dia 21 de abril. Por sua vez, ele alegou inocência no caso.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o brasileiro afirmou que não fez uso de nenhuma substância ilegal e que irá pedir pela análise da contraprova, que a exemplo do primeiro teste, foi colhido no dia 7 de março, ainda no período fora de competição.

Contratado pelo UFC em 2016, o atleta fez apenas três lutas no evento e venceu uma, o que garantiria pressão de sobra para a sua última apresentação prevista no acordo.

Confira a seguir o comunicado oficial do atleta:

"Na tarde dessa terça-feira, dia 20 de março, fui surpreendido com uma notificação da Agência Nacional Antidoping dos Estados Unidos (USADA) informando sobre uma potencial violação da política antidoping do UFC, em exame realizado no dia 7 deste mês. Em mais de 20 anos nas artes marciais, garanto nunca ter usado de nenhuma substância proibida para levar vantagens sobre meus adversários e melhorar minha performance. Assim, friso minha total inocência sobre o ocorrido e me coloco à disposição da entidade para colaborar no que for preciso para que o caso seja resolvido de maneira rápida e legal.

Nada mudei em minha rotina de suplementação nos últimos meses, respeitando a política antidoping que me fez ser testado sete vezes apenas no último ano e ser aprovado em todos os exames. Por isso e por minha conduta profissional e de caráter pessoal, respeitando todo o trabalho desenvolvido pela USADA em prol da legitimidade dos lutadores de MMA, informo que irei recorrer a todos os meios que me permitam provar minha inocência no caso, a começar pela solicitação da contraprova do exame e na realização, por conta própria, de testes em todos os suplementos que fiz uso nos últimos meses.

Vivo as glórias e o sinto o gosto amargo de derrotas que o esporte proporciona. Em 2016, por conta de uma grave lesão no joelho esquerdo, fiquei ausente das atividades esportivas ao longo de um ano, então conheço as mazelas que uma punição por doping pode afetar minha carreira e jamais cometeria tal equívoco comigo mesmo. Por conta de todo esse imbróglio, acabei retirado da luta contra Mareb Dvalishvili agendada para o UFC Fight Night 128, dia 21 de abril.

Aproveito para agradecer a todos os fãs que me escrevem através das redes sociais com palavras de carinho e confiança no desfecho positivo do caso. A eles também, ao UFC e ao Mareb Dvalishvili, me desculpo pela ausência, e torço para que um novo adversário seja confirmado e que os atletas possam realizar uma grande luta.

Em breve nos vemos novamente no octógono,

Obrigado"