Topo

Esporte

Inativos, Ronda Rousey e Cain Velasquez são retirados do ranking do UFC

Ag. Fight

Ag. Fight

21/03/2018 14h32

Demorou, mas esse dia chegou. Maior nome da história do MMA feminino no UFC, Ronda Rousey deixou o ranking oficial do evento após anunciar sua migração para a WWE - maior liga de pro wrestling do mundo. Ex-campeã dos galos (61 kg), a judoca ajudou a popularizar e expandir o esporte ao redor do mundo.

Sem lutar desde dezembro de 2016, a americana foi nocauteada em suas duas últimas apresentações e já nem sequer dava entrevista como atleta do UFC. No entanto, sua popularidade garantia junto aos fãs uma esperança de que ele pudesse retornar. Aos 31 anos, Ronda acumulou cartel de 12 vitórias e duas derrotas.

Além da medalhista olímpica, quem também deu adeus ao ranking foi Cain Velasquez. Embora seja um grande lutador e dono de claro potencial de marketing, o peso-pesado, americano filho de mexicanos, fez apenas três lutas desde outubro de 2013. Com duas vitórias e uma derrota, e não mais com o cinturão, o veterano deu adeus ao ranking oficial do UFC.

De fato, a demora em retirá-lo da lista gerava dúvidas sobre os critérios para elencar os principais nomes de cada categoria. Sem competir desde julho de 2016, Velasquez colecionou lesões e cancelamentos de lutas, o que o deixou fora de ação enquanto os demais nomes de sua categoria dominavam as ações no octógono.

Grande beneficiado com a mudança, o jovem Justin Ledet, de 29 anos, agora faz parte do seleto grupo ao ocupar a 15ª posição da divisão dos pesados. Invicto no MMA após nove duelos como profissional, o americano vencer as três lutas que disputou no maior evento de lutas do mundo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte