Topo

Esporte

Bellator promete testes antidoping surpresas em Mirko 'Cro Cop'

Ag. Fight

23/03/2018 14h42

Veterano do extinto evento japonês Pride, Mirko 'Cro Cop' fez fama e fortuna no Oriente na década passada mas, quando contratado pelo UFC, não repetiu o mesmo sucesso no octógono mais famoso do mundo. Cortado do show após um flagra em um exame antidoping, o croata, que agora tem luta marcada no Bellator 200, em Londres, não ficará livre dos exames surpresas mesmo sem competir nos EUA.

De acordo com Mike Mazzulli, diretor do Mohegan Tribe Department of Athletic Regulation, órgão regulador das Comissões Atléticas americanas, a entidade foi contratada pelo Bellator para realizar exames antidoping fora do período de competição em seus atletas ao redor do mundo. Dentre eles, o peso-pesado croata já está na lista para fazer parte dos novos moldes.

Curiosamente, Cro Cop não cumpriu sua suspensão pelo flagra no doping anos atrás e voltou a competir no Japão. Dessa forma, o croata não está apto a competir em shows nos EUA, uma vez que dificilmente uma Comissão Atlética lhe daria permissão para competir no país passando por cima da punição aplicada pela USADA. No entanto, justamente pelo fato da penalidade ter sido aplicada apena pela agência antidoping é que o duelo do croata contra Roy Nelson encontrou uma "brecha" para sair do papel.

"Eu sempre procuro os melhores interesses dos lutadores. Cro Cop não luta nos EUA faz tempo. Ele foi suspenso por dois anos, e estou convencido que se ele tivesse sido suspenso por alguma Comissão Atlética ele não teria essa luta. Duvido que o Bellator permitira ele lutar", narrou o cartola.

Sem poder competir nos EUA, mas liberado para ser testado e competir em outros países, Cro Cop encara o gordinho Roy Nelson no show de número 200 do Bellator, que será realizado na cidade de Londres no dia 25 de maio.

Mais Esporte