Topo

MMA

Comentarista oficial do UFC critica salário dos atletas: "É como roubá-los"

Jon Kopaloff/Getty Images
Joe Rogan criticou a própria organização pelos vencimentos oferecidos aos lutadores Imagem: Jon Kopaloff/Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

23/03/2018 12h18

Comentarista do UFC há mais de 20 anos, o comediante Joe Rogan sempre expôs opiniões fortes sobre o mundo do MMA. Desta vez, o alvo de suas críticas foi o atual formato de pagamento dos lutadores. Durante um episódio do seu podcast 'The Joe Rogan Experience', o apresentador chegou a comparar o método implementado com roubo.

Adepto de uma política salarial estruturada no boxe, o UFC faz uso de um contrato onde lutadores recebem um valor pré-estipulado - chamado de 'show money'- apenas por comparecerem no dia da luta. Porém, a quantia é duplicada em caso de vitória. Para Rogan, essa é a raiz do problema.

"É literalmente como roubar dinheiro desses garotos. Eu não gosto do bônus de vitória e não acho que ninguém lute mais duro por isso. Eu acho que um lutador deveria receber o que deve. Se você possui um contrato, esse contrato deveria ser para um valor 'X' e se você tiver pontos de pay-per-view você também ganha isso. Essa noção de sua vitória ou derrota depender de juízes completamente incompetentes nós vemos isso toda semana", explicou.

Ainda segundo o comentarista, o tempo e dedicação que lutadores investem em cada treinamento deveria valer o suficiente para garantir o pagamento completo. Por isso, Rogan também alega que Comissões Atléticas deveriam ser mais exigentes com a escolha de jurados laterais.

"Eu já ouvi críticas de Comissões Atléticas sobre juízes ruins, mas eu mando eles irem se f****. Aqueles caras estão lutando por suas vidas. Eles literalmente treinam por meses e uma pessoa que não entende nada de artes marciais está decidindo algo por eles. Uma vitória ou uma derrota significa 50% do dinheiro deles. Isso é loucura", declarou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!