Topo

Esporte

Lutador se retrata após saltar em oponente: "Não mereço ser pago"

Ag. Fight

Ag. Fight

25/03/2018 13h26

Depois de ser desclassificado por pisar e saltar nas costas do adversário nocauteado - na última edição do Legacy Fighting Alliance (liga americana de MMA) na noite da última sexta-feira (23), em Cabazon (EUA) -, o americano Drew Chatman foi suspenso pela Comissão Atlética da Califórnia (CSAC) e se retratou por suas ações. De acordo com o peso-pesado, ele estava envergonhado por sua mãe ter assistido as imagens.

Por conduta antidesportiva ao atingir Irvins Ayala após o combate e por bater em um oponente sob os cuidados do árbitro, Drew recebeu 90 dias de suspensão da  CSAC e seu pagamento pela apresentação foi retido pelo LFA. Em entrevista ao portal 'MMA Fighting', Chatman declarou ter concordado com a punição e disse não merecer o pagamento por causa de sua postura.

"Me deixe ser franco, não mereço ser pago por isso. É decepcionante assistir isso. Minha mãe teve que ver isso. Pessoas que se inspiram em mim tiveram de assistir. Mesmo que não seja um campeão, eu tive de superar muitas coisas e me tornei algo que nunca pensei que pudesse ser. Só de fazer minha primeira luta profissional já é uma loucura, nunca pensei que chegaria a esse nível. Tudo aconteceu tão rápido", disse Chatman.

Ainda de acordo com o peso-pesado, não existiu intenção de pisar e saltar sobre o corpo de Irvins Ayala. Segundo Drew, ele estava apenas animado por ter vencido a disputa e comemorou seu triunfos com as tradicionais manobras e piruetas que fazem parte de seu arsenal.

"Eu normalmente comemoro as minhas lutas. Se você assistir minhas lutas amadoras, eu estou sempre dando mortais, piruetas ou qualquer coisa. Eu não pensei antes de fazer. Eu apenas pulei e fiz um mortal. Foi quase como se eu tivesse feito subconscientemente uma coisa que eu sempre faço quando venço", declarou Drew.

 

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte