Topo

MMA

Michel Trator projeta volta aos leves após duelo nos meio-médios no Chile

Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Michel Trator acerta soco em Valmir Bidu em luta pelo UFC Fight Night disputado no México Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Lucas Rezende, de Belém (PA)

Ag. Fight

28/03/2018 12h02

Depois de fracassar em atingir o limite do peso-leve (70 kg) em três ocasiões diferentes, o paraense Michel "Trator" Prazeres foi obrigado a subir para a divisão dos meio-médios (77 kg) no Ultimate. De combate marcado contra o americano Zak Cummings para o próximo dia 19 de maio no UFC Chile, o brasileiro afirma que a mudança não será permanente e que tem intenções de retornar à categoria de abaixo após a suposta breve passagem.

Longe dos meio-médios desde sua estreia no octógono em maio de 2013 - quando foi superado pelo compatriota Paulo Thiago por decisão unânime - Trator também alegou, em entrevista exclusiva à Ag Fight, não estar preocupado com a diferença de tamanho entre ele e o americano, embora Cummins já tenha lutado até como peso-médio (84 kg).

"Já queria fazer uma luta na categoria de 77 kg e vou fazer essa. Se Deus quiser, vou sair com mais uma vitória e voltar para a minha categoria de origem, que é o peso-leve. Eles me deram essa chance. Pediram pra eu fazer essa luta aí e voltar. É uma luta boa porque eu peso 93 kg ou 95 kg, por aí. Vou lutar forte e saudável e vamos ver se a estratégia dele vai ser melhor do que a minha. Eu sempre treino com caras maiores do que eu. Nunca tem um cara do meu tamanho e do mesmo peso", contou Michel.

Aos 36 anos de idade, Trator vem de uma sequência de seis triunfos consecutivos nos leves. Nesta trajetória, o paraense bateu Valmir Lázaro, JC Cottrell, Gilbert 'Durinho' Burns, Josh Burkman, Mads Burnell e Desmond Green. Apesar do pequeno desvio para os meio-médios em seu próximo confronto, Michel não parece acreditar que a idade ou o próximo confronto possam influenciar em seu ideal de conquistar o cinturão do UFC.

"Já tenho 36, mas acho que a idade não influencia em muita coisa. Sempre fui atleta, a vida toda. É só tirarmos o exemplo de Yoel Romero. É um cara de 41 anos e que está lutando em alto nível, e eu sou assim também. Sou um cara que se cuida muito e sempre treinei muito. Não tenho lesões, graças a Deus, e acho que consigo ser campeão, sim. Minha expectativa para conhecer o Chile é muito grande e estou treinando muito duro para isso", finalizou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!