Topo

MMA

Joanna Jedrzejczyk explica por que conquistou revanche imediata no UFC

Diego Ribas/Ag. Fight
Imagem: Diego Ribas/Ag. Fight

Ag. Fight

30/03/2018 10h00

Ex-campeã peso-galo (61 kg) do UFC, Joanna Jedrzejczyk perdeu seu reinado em novembro passado quando foi nocauteada por Rose Namajunas em Nova York (EUA). Sem perder tempo, a polonesa pediu por uma revanche imediata e, ao recebê-la, se tornou alvo de críticas que, de acordo com a atleta, são infundadas.

Maior nome da história da divisão, com cinco defesas de título bem sucedidas, Joanna garante que não faria sentido voltar para a fila e fazer novos combates antes de ter a chance de medir forças com Rose de novo. Confiante como sempre, a ex-campeã afirmou que segue como a melhor atleta do mundo.

"Eles sabiam que o corte se peso afetou minha performance naquela noite. Eles sabem quem é a melhor peso-palha (52 kg) do mundo e eu vou provar isso de novo no dia 7 de abril. Estou feliz por enfrentar Rose. Acho que não poderia ver alguém lutar com ela antes e mim porque esse cinturão me pertence e eu fiz um grande camp para provar isso a vocês", narrou a polonesa durante conferência de imprensa por telefone.

Após a derrota, Joanna demitiu a empresa responsável por cuidar de sua nutrição esportiva e prometeu aos fãs que não enfrentaria dificuldades com a balança de novo. No dia 7 de abril, na co-luta principal do UFC 223, a polonesa poderá colocar à prova todas as dúvidas que ficaram pendentes em relação à sua última performance.

"Não quero cometer o mesmo erro de novo. Tive muitos problemas com o corte de peso antes da minha última luta com a Rose Namajunas. Mas estou pronta. Vocês pode ver que meu peso está muito baixo. Não vou passar pelo corte de peso porque estarei no ponto certo", finalizou.