Topo

Esporte

Amigo de Floyd Mayweather é processado por assédio sexual em shopping

Ag. Fight

04/04/2018 06h00

Prestes a retornar aos ringues no próximo dia 21 de abril, Adrien Broner continua a se envolver em polêmicas na sua vida pessoal. O boxeador, que é amigo de Floyd Mayweather, tem uma série de problemas com a Justiça Americana e acrescentou mais um a lista. Depois de supostamente assediar uma mulher em um shopping, o americano responderá a um novo processo.

O fato aconteceu em fevereiro passado, no Lenox Square Shopping Center, em Atlanta (EUA). De acordo com Kaila Crews - a vítima do processo -, ela andava pelo shopping quando o pugilista a abordou e "enfiou a mão em suas partes íntimas". Os advogados que defendem a mulher garantem que "em nenhum momento ela autorizou que Broner tocasse em seu corpo".

Em um vídeo publicado pelo site 'TMZ Sports', o boxeador foi retirado do estabelecimento acompanhado de policiais. As autoridades locais asseguraram que as investigações ainda estão em andamento.

Esta não é a primeira vez que Broner se terá que responder à Corte, já que desde outubro de 2016 o pugilista chama a atenção por seguidas agressões. Em Las Vegas (EUA), o americano foi acusado de estrangular uma garçonete em uma casa noturna. Depois disso, 'The Problem' nocauteou um homem na rua e não compareceu em uma audiência com a polícia.

Profissional há quase 10 anos, o americano mantém uma carreira com 37 confrontos. Em seu cartel, Broner acumula 33 vitórias - sendo 24 por nocaute -, três derrotas e um duelo sem resultado. O pugilista é esperado em Nova York (EUA) para enfrentar Jessie Vargas no próximo dia 21.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte