Topo

Esporte

Dana White condena McGregor e diz que polícia pediu prisão do lutador

Ag. Fight

05/04/2018 16h34

A confusão causada por Conor  McGregor  parece ter assustado a todos. Além dos lutadores que estavam presentes no momento em que ele atacou um ônibus, aparentemente à procura de Khabib  Nurmagomedov, o presidente do UFC Dana White também foi pego de surpresa. E, para o irlandês, as notícias não são nada boas. A polícia de Nova York (EUA) estaria com um mandado de prisão contra McGregor, segundo o dirigente.

Em entrevista ao site 'MMA Junkie' logo após o ocorrido, o cartola afirmou que a atitude do atleta foi "nojenta" e "criminosa", e que ao quebrar o vidro do ônibus ele terminou por machucar dois lutadores: Michael Chiesa e Rose Namajunas. 

"O que aconteceu hoje foi que o Conor e cerca de 20 homens, que estavam credenciados para o evento... Esses homens abriram a porta para ele, para a entrada, causaram uma confusão no prédio. Foram até onde os atletas estavam saindo de van e arremessaram latas de lixo, latas, grades. Eles quebraram uma das janelas, machucaram o Michael Chiesa de forma grave. Ele cortou a cabeça, o rosto... Rose Namajunas quase foi atingida, ela está superchateada agora. Um dos nossos empregados machucou a mão, parece que ele quebrou a mão. Muitos danos. E todos estão muito assustados com esses 30 vândalos", reclamou Dana White.

"Eles estão cortando peso e focados. É a coisa mais desagradável que já aconteceu na história da companhia. Tem um mandado para a prisão de Conor McGregor. Eles estão à procura dele nesse momento. Ele não poderá deixar o estado de Nova York. Ele vai ser preso, assumo que, se não o pegarem, ele irá se entregar. Acho que ele será processado e será uma mancha na carreira dele", narrou de forma dura o presidente do show, visivelmente irritado.

Ex-campeão dos pesos-leves (70 kg) e dos pesos-penas (66 kg), Conor teria aparecido ao ginásio 'Barclays Center' com cerca de 20 amigos para tirar satisfação com Nurmagomedov, que discutiu com Arbem Lobov, parceiro de treinos do irlandês, na última terça-feira. A decisão de causar o tumulto, porém, pode ter lhe custado danos ao seu legado nas artes marciais mistas.

"Minha relação profissional com Conor não está boa nesse momento. Depois disso tudo, acho que todos vão ter uma relação conturbada com Conor. Até o policial que veio falar comigo sobre isso, ele era um fã do Conor. Mas não é mais. Basta uma decisão ruim para fazer todos ficarem contra você. Ele teve um problema com o Khabib, por causa de como tudo aconteceu. Mas você não pode entrar em um prédio e atacar as pessoas que vão lutar no dia seguinte", decretou.

"Rose é uma lutadora, Karolina é uma lutadora. E esses delinquentes arremessaram apoios de bicicletas, cadeiras, coisas desses tipos na janela do ônibus. Sem ligar para quem iriam acertar. Ainda não falei com a minha equipe e estamos enojados com ele nesse momento, muito nojo. Vamos ter um evento no sábado e o nosso foco é o evento, o bem-estar dos lutadores. Vamos puní-lo, mas não sei como. Não quero falar com o Conor agora. Soubemos na noite passada que ele estava na cidade. Conor, com certeza, jogou coisas, está filmado! Não temos vídeos apenas das pessoas de dentro do ônibus, mas temos pessoas filmando de fora. Conor jogou cadeiras".

Ao final da entrevista, Dana deu a entender que não sabe se continuará a trabalhar com o irlandês. Para tanto, ao demonstrar sua irritação, questionou que tipo de motivação poderia ter o atleta ao iniciar tamanha confusão.

"Mas você quer juntar 30 malditos amigos e fazer o que você fez hoje? É nojento. Eu não acho que ninguém mais vai ser um grande fã do Conor McGregor depois disso. Eu não sei se ele está drogado ou qual é o lance dele. Mas se comportar desse jeito? Estamos falando de um cara que tem um bebê. Ele acabou de ter um filho. É assim que você age? Você tem um filho em casa", finalizou.

*A reportagem da Ag. Fight entrou em contato com a delegacia de polícia responsável pela região do incidente e eles se recusaram a comentar a possibilidade de prender atleta. Qualquer informação nova seria transmitida através de um boletim oficial do órgão.

Mais Esporte