Topo

MMA

Jon Jones discute com ex-UFC em rede social; entenda

Tommy Gilligan/USA TODAY
Jon Jones Imagem: Tommy Gilligan/USA TODAY

Ag. Fight

Ag. Fight

11/04/2018 16h22

O recente ataque de Conor McGregor ao ônibus do UFC 223 na última quinta-feira (5) movimentou diversas opiniões de personalidades do MMA sobre o ato do irlandês. Desde Bruce Buffer a Dana White, muitos atletas também se expressaram sobre o acontecido, e entre eles estava Tyson Griffin, ex-lutador do Ultimate, que comparou o ato de 'Notorious' com os recentes deslizes do ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) Jon Jones. No entanto, 'Bones' não deixou as provocações passarem em branco e deu início a uma longa discussão no Twitter.

A confusão começou quando Griffin comparou o contrato de McGregor com a rede de fast-food Burger King ao de Bones com a gigante esportiva Nike. Em sua conta pessoal da rede social, Tyson brincou que ambos perderam acordos milionários por causa de suas atitudes inconsequentes.

"Bom, aí vai Conor McGregor, perdendo seu contrato com Burger King mais rapidamente que Jon Jones perdeu o seu com a Nike. Ou será que não? Mais problemas com dinheiro", ironizou o atleta.

Em resposta à provocação, Jones enviou uma série de respostas ao compatriota. Nas réplicas, Bones compara suas conquistas no esporte às de Griffin, faz brincadeiras de baixo calão com a aparência física de Griffin e também xinga o atleta.

"Meu sonho era ser patrocinado pela Nike quando eu era um wrestler no ensino médio. Me tornei adulto e fiz acontecer. Tive meu próprio tênis, que se esgotou em um dia. O que aconteceu com o seu contrato com a Nike? Não me lembro. Vou esperar. Dá para dizer pelo tom de seu tweet que você está feliz por Conor ter perdido seu contrato. Você se disfarça de treinador ou personalidade do MMA, mas eu só vejo um maricas amargurado que é do tamanho do meu pênis", rebateu Jones.

Jon Jones perdeu o cinturão dos meio-pesados pela terceira vez após testar positivo para um esteroide anabolizante, durante exame antidoping em 2017. Sua vitória contra Daniel Cormier foi anulada e o cinturão devolvido a 'DC'. Tyson Griffin não luta desde 2014 e fez 14 aparições no UFC, antes de ser cortado em 2011. Nesta passagem, o americano conseguiu sete vitórias e sete derrotas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!