Topo

Esporte

Antônio 'Cara de Sapato' e Gilbert 'Durinho' vencem no card preliminar do UFC Phoenix

Ag. Fight

Ag. Fight

14/04/2018 20h56

Em card preliminar recheado por dez lutas, os brasileiros saíram com saldo neutro no UFC Phoenix. Enquanto o paraibano Antônio Carlos 'Cara de Sapato' e o carioca Gilbert 'Durinho' conseguiram vitórias arrebatadoras sobre Tim Boetsch e Dan Moret, respectivamente, Dhiego Lima e Wilson Reis se viram superados por Yushin Okami e John Moraga na noite deste sábado (14).

Para desempatar o placar brasileiro contra os atletas de outras nacionalidades, restará ao fluminense Alex 'Cowboy' bater o ex-campeão interino dos meio-médios (77 kg), Carlos Condit, na segunda luta mais importante da noite em Glendale (EUA).

Quinta vitória seguida

Antônio Carlos Cara de Sapato encerrou o card preliminar com sua quinta vitória consecutiva dentro do octógono. Diante do veterano Tim Boetsch, o paraibano fez uso da sua técnica no jiu-jitsu para faturar mais uma finalização em sua carreira. Em sua atual fase, o peso-médio (84 kg) venceu quatro vezes por submissão.

Com um início de luta focado na troca de golpes e sem muita contundência, Cara de Sapato arriscou os chutes e também nas tentativas de queda, mas foi rechaçado. Após levar uma mão direita do 'Bárbaro' no queixo, o paraibano insistiu em um single leg, conseguiu pressionar o adversário contra a grade e depois cravar o americano no solo com um 'bate-estaca'. Aos poucos galgando posições e abrindo caminho com o ground and pound, o brasileiro laçou as costas de Boetsch e finalizou o combate com um mata-leão no último minuto do primeiro assalto.

Combate movimentado

Em confronto movimentado e de muitas transições no solo, os pesos-mosca (57 kg) Wilson Reis e John Moraga protagonizaram uma das lutas mais movimentadas do card preliminar. O americano foi considerado vencedor por decisão unânime após três assaltos muito apertados e conquistou a terceira vitória consecutiva e deixou Reis correndo perigo de demissão, com três derrotas seguidas.

O início foi estudado e de pouco risco para ambos os lutadores. Reis não conseguiu derrubar e foi forçado a se manter em pé contra o adversário. Moraga investiu nos low kicks para desestabilizar o adversário, mas acabou derrubado ao insistir numa guilhotina em pé, e o faixa-preta de jiu-jitsu rapidamente inverteu a posição a seu favor. No minuto final, ambos os atletas retornaram para a trocação, mas foram ao chão mais uma vez. Apesar de uma rápida tentativa de finalização do americano, Wilson terminou o assalto por cima do adversário.

Moraga abriu o segundo assalto encaixando um bom cruzado de esquerda no rosto de Wilson.  Após sentir outra mão esquerda do americano, Reis anulou a ameaça com um double leg que colocou John sentado contra a grade, mas o atleta da casa se levantou. Do meio para o final do assalto, 'Chicano' encaixou uma joelhada voadora potente no queixo do mineiro, que apesar de acusar o golpe, aproveitou o ímpeto do rival para derrubá-lo outra vez. O oponente, no entanto, o raspou e terminou o assalto desferindo cotoveladas contra o rosto do brasileiro.

Para não se arriscar mais contra o muay thai do adversário, Reis começou o terceiro round já levando Moraga para o solo e depois pressionando-o contra a parede do octógono. Depois de se desvencilhar, o americano se aproveitou do cansaço do oponente e desferiu bons golpes, mas acabou quedado e pressionado contra a grade novamente. Também aparentando desgaste, John cedeu as costas para Wilson e não conseguiu mais se livrar do controle do mineiro pelo restante do round.

Mão pesada

Apesar de ter batido o peso somente com o tempo extra na última sexta-feira (13), Gibert Durinho Burns demonstrou não ter sido afetado pelo procedimento. Em sua segunda vitória por nocaute consecutiva, o brasileiro apagou o americano Dan Moret com um uppercut no segundo assalto do confronto entre os pesos-leves (70 kg).

Apesar da faixa-preta na arte suave, Durinho investiu na trocação durante o início do primeiro assalto. Alternando chutes no corpo e na cabeça do adversário, o brasileiro também investiu em combinações de socos para pontuar mais do que Moret. No minuto final, para garantir a vantagem nas papeletas dos jurados, Gilbert levou o americano ao solo e o controlou até o fim do round.

Durinho manteve a estratégia para o segundo assalto e foi recompensado. Após acertar Moret com uma mão direita precisa, o brasileiro perseguiu o americano e foi capaz de conectar mais alguns golpes até apagar o adversário com um uppercut pouco depois. Após a vitória, o brasileiro ainda desafiou Olivier Aubin-Mercier, canadense a quem deveria ter enfrentado no último mês de fevereiro.

"Olivier Aubin-Mercier, vamos ver quem é o verdadeiro gangster. Dia 7 de julho. Temos o grappling de alto nível e eu tenho essa mão direita pesada", desafiou.
Amassado

No combate de meio-médios (77 kg) entre Dhiego Lima e Yushin Okami, o japonês conquistou uma vitória por decisão unânime ao utilizar de seu wrestling para controlar o goiano no solo por todos os 15 minutos da luta. A derrota marcou o segundo revés seguido para o brasileiro desde o seu retorno para o Ultimate.

No round inicial, o japonês, faixa-preta de judô, insistiu na luta agarrada e nas quedas para conter o ímpeto do brasileiro. No primeiro minuto, Okami conseguiu a queda e controlou Dhiego no solo pelo restante do round, sem oferecer muita ameaça ofensiva.

Embora tenha demorado um pouco mais, 'Thunder' também levou o goiano ao solo no segundo assalto. Incapaz de implementar seu striking, o goiano sucumbiu às investidas do japonês por volta segundo minuto e cedeu as costas para o adversário. Apesar de ter conseguido reverter a posição e voltar a seus pés no minuto final, Lima foi derrubado mais uma vez e terminou o round mais uma vez controlado pelo asiático.

No assalto final, o asiático levou o goiano ao solo ainda no primeiro minuto. Em praticamente um replay das etapas anteriores, Yushin controlou o brasileiro e mal utilizou do ground and pound para tentar encaixar golpes mais traumáticos. Direto da meia guarda, o japonês usou de posicionamento e peso do corpo para conter o adversário e ainda conseguiu a montada pouco antes de soar o gongo.

Jiu-jitsu salva

Pelos pesos-pesados, o polonês Adam Wieczorek obteve a segunda vitória por omoplata na história do UFC. Após sofrer com wrestling e o ground and pound do adversário, Arjan Bhullar, no primeiro round, o gigante encaixou a imobilização e finalizou o adversário em questão de poucos segundos em meados do segundo assalto. Com o triunfo, o europeu segue invicto dentro do octógono, com duas vitórias.

Quando perguntado se ele costuma treinar a omoplata, Adam  revelou que sim, embora tenha reconhecido que esta foi a primeira vez que conseguiu arrancar os três tapinhas de algum oponente com ela. O primeiro lutador a vencer com este golpe dentro do Ultimate foi o meio-médio (77 kg) Ben Saunders, em agosto de 2014.

Acompanhe os resultados do UFC Phoenix:

Antônio Carlos Cara de Sapato finalizou Tim Boetsch no 1º round
Muslim Salikhov nocauteou Ricky Rainey no 2º round
John Moraga venceu Wilson Reis por decisão unânime
Brad Tavares nocauteou Krzysztof Jotko no 3º round
Gilbert Durinho nocauteou Dan Moret no 2º round
Lauren Mueller vence Shana Dobson por decisão unânime
Yushin Okami venceu Dhiego Lima por decisão unânime
Adam Wieczorek finalizou Arjan Bhullar no 2º round
Alejandro Perez nocauteou Matthew Lopez no 2º round
Luke Sanders venceu Patrick Williams por decisão unânime

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte