Topo

Esporte

Poirier alega que Khabib tem interesse em enfrentá-lo: "Sou o próximo da fila"

Ag. Fight

Ag. Fight

17/04/2018 11h31

Após nocautear Justin Gaethje na luta principal do UFC Phoenix - evento realizado nesse sábado (14), nos Estados Unidos -, Dustin Poirier parece buscar outros adversários para enfrentar em seguida, e o americano mira o topo da divisão peso-leve (70 kg). Mesmo que o futuro do campeão, Khabib Nurmagomedov, ainda esteja incerto, 'Diamond' revelou que pode ser o próximo da fila para desafiar o russo.

Caso o dono do título interino, Tony Ferguson, e o ex-campeão Conor McGregor retornem ao UFC antes que Poirier tenha sua chance, é provável que a prioridade para disputar o cinturão seja de um dos dois. No entanto, Dustin revelou que o empresário do russo já entrou em contato e deu indícios de que ele próprio poderia estar na primeira defesa de cinturão de 'Eagle'. Em entrevista ao programa 'MMA Hour', o americano garantiu ter despertado o interesse de Nurmagomedov.

"Acho que as chances são boas. O tempo de recuperação de Tony é de nove meses e precisamos ver se o Conor vai voltar, talvez ele não volte. O empresário do Khabib entrou em contato comigo e disse que sou o próximo da fila e que eles querem lutar comigo", assegurou o Diamond.

Apesar de desconsiderar qualquer revanche, o atual número cinco do ranking oficial dos leves garantiu que o UFC ofereceu um novo confronto contra Eddie Alvarez para a edição 223 do show - evento realizado no dia 7 de abril, em Nova York (EUA). De acordo com Poirier, a intenção da maior organização de MMA do mundo era ter um 'plano B' caso Tony Ferguson ou Nurmagomedov tivessem problemas para realizar o duelo - o que de fato voltou a acontecer.

"Tentamos marcar essa luta com o Eddie, mas muitas coisas aconteceram nos bastidores nos últimos meses antes da minha luta com o Justin ser marcada. Não falei isso para ninguém, porque não queria falar sobre isso durante a preparação para a minha luta. Mas ofereceram uma revanche entre Eddie e eu no card de Nova York, o mesmo card que Khabib e Tony Ferguson lutariam. Meu empresário me disse que a intenção de ter a nossa luta era para se alguém caísse, eles teriam quem colocar para substituir. Eu aceitei, mas o Eddie recusou. Isso foi meses atrás, Eddie estava melhor ranqueado que eu. Mas ele poderia ter disputado o cinturão", narrou.

Poirier enfrentou Eddie Alvarez em maio de 2017, mas o combate terminou sem resultado após o ex-campeão desferir joelhadas ilegais no Diamond, que ficou impossibilitado de retornar ao confronto. Desde então, Dustin venceu Anthony Pettis e, mais recentemente, Justin Gaethje.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte