Topo

MMA

Kevin Lee "massacrou" Barboza, mas ficou insatisfeito com performance

Mel Evans/AP
Kevin Lee acerta Edson Barboza durante luta no UFC Atlantic City Imagem: Mel Evans/AP

Ag. Fight

24/04/2018 06h00

No último sábado (21), Kevin Lee subiu no octógono do UFC Fight Night 128, evento realizado em Atlantic City (EUA), para enfrentar Edson Barboza em um dos maiores desafios de sua carreira. E com uma atuação impecável, o americano controlou todas as ações do combate, dominou os cinco rounds e saiu com a vitória no fim do quinto assalto após anúncio dos médicos, que interromperam o castigo imposto ao brasileiro. Há quem diga que essa foi, inclusive, a melhor atuação do "Motown Phenom" desde que ele chegou ao Ultimate. No entanto, engana-se quem pensa que o peso-leve (70 kg) está satisfeito.

Durante uma entrevista no programa 'The MMA Hour' nessa segunda-feira, Lee revelou que não considera essa a sua melhor performance no octógono da companhia. O americano, inclusive, deixou claro que ainda não está contente com sua atuação e que já está analisando os pontos em que precisa melhorar.

"Eu entendo algumas pessoas acharem que essa foi minha melhor luta. Mas, na minha opinião, consigo pensar em algumas outras lutas no UFC que eu tive atuação ainda melhor. Mas foi decente (risos), eu sou muito crítico comigo mesmo. Depois de todas as eu analiso tudo que eu poderia melhorar. Ainda não estou satisfeito", afirmou.

Apesar do amplo domínio no combate, Lee sofreu um grande susto no terceiro round. Mesmo aparentando muito cansaço, Barboza conseguiu acertar um chute rodado na cabeça do Motown Phenom que quase garantiu uma das maiores viradas na história do esporte. E o perigo oferecido pelo brasileiro mesmo depois de sofrer um duro castigo rendeu elogios do americano.

"Ele é um dos caras mais fortes que eu já enfrentei. É um tipo diferente de explosão que ele tem. E uma coisa que eu admiro nele e que estava tentando pegar para o meu jogo é que mesmo quando ele está exausto ele ainda é muito perigoso. Você tem que ficar alerta. Ele veio para a luta, Barboza tem todo o meu respeito. E ainda respeito ainda mais depois da luta. O cara veio para a luta", apontou, antes de explicar o seu descuido que resultou no golpe do brasileiro.

"Eu ainda estou sentindo isso (risos), ele me chutou feio ali. Barboza é explosivo. Eu estava tentando preparar um golpe para nocauteá-lo e tirei o foco dele por meio segundo. E nesse nível, especialmente contra um cara com ele... Esse é um ponto que meus treinadores vêm falando comigo por um bom tempo, manter o foco. Algumas pessoas até me perguntaram o que eu estava falando para ele. Mas, na verdade, eu estava falando comigo mesmo, repetindo as orientações para me lembrar", contou.

Com a vitória em cima de Barboza, Lee pode voltar a sonhar com um duelo pelo título da categoria, atualmente nas mãos de Khabib Nurmagomedov. Aos 25 anos de idade, o americano coleciona na carreira um cartel com 17 vitórias e três derrotas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!