Topo

Esporte

Bisping mantém aposentadoria incerta e sugere Nick Diaz como último rival

Minas Panagiotakis/Getty Images
Michael Bisping insinuou que quer pelo menos participar de mais um combate Imagem: Minas Panagiotakis/Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

26/04/2018 11h50

Desde a sua última atuação em novembro passado, Michael Bisping insinua uma aposentadoria. Depois de sofrer sua segunda derrota consecutiva em um intervalo de três semanas, o ex-campeão dos médios (84 kg) chegou a cogitar pendurar as luvas no UFC Londres - evento realizado em março passado, na Inglaterra -, mas voltou atrás e não marcou presença nesse card. Sem que haja uma definição se a luta de despedida realmente acontecerá, 'The Count' revelou que está "praticamente aposentado", mas aceitaria enfrentar Nick Diaz a qualquer momento.

Sem confirmar nenhuma data desde o evento em Xangai, sua última atuação, Bisping reconheceu que precisa tomar uma decisão sobre o seu futuro no octógono. Em entrevista ao seu próprio podcast, 'Believe You Me', o inglês negou ter negociações em andamento para uma possível luta com Nick Diaz e revelou que não foi procurado por ninguém para tirar do papel a ideia de realizar um confronto de despedida.

"Provavelmente estou aposentado. Sei que estou levando as pessoas à loucura com isso. Alguns jornalistas me perguntam o tempo todo, mas eu não sei. Se algo aparecer, ótimo. Mas preciso tomar uma decisão e tornar oficial, seguir em frente com o resto da minha vida ou arranjar uma luta. Deveria ter lutado em Londres, mas não aconteceu. Me agende uma luta e vamos lá, ou f...-se e vou seguir em frente", garantiu o ex-campeão.

"Não, não vou lutar com Nick Diaz, não mesmo. É boato. Não falei com o UFC sobre nada. Eles não me procuraram. Acho que estou aposentado, mas não tornei oficial. É um boato de m***. Não ouvi nada sobre isso. Ninguém me procurou, ninguém falou nada. Não tomei minha decisão, mas estou muito, muito perto de me aposentar".

No entanto, The Count está disposto a tomar uma decisão imediata para retornar ao octógono caso o adversário oferecido seja o irmão mais velho de Nate Diaz. Apesar de atuar por quase dez anos na divisão peso-médio, Bisping revelou que não está disposto a passar pelo corte de peso para chegar aos 84 kg mais uma vez em sua carreira. Para que o confronto com o americano aconteça, o ex-campeão ofereceu um duelo como peso casado.

"É o seguinte: Nick Diaz é uma das grandes lendas do esporte. O cara é original, das antigas e o que eu gosto no Nick Diaz e no Nate Diaz é que eles são lutadores de verdade. Eles são lutadores de verdade e lutam o tempo todo. Eles entretêm e falam um monte de m*** nada a ver, mas são verdadeiros. Não são um personagem. Eu tenho respeito por eles. Nick Diaz é alguém que eu respeito e se tiver uma possibilidade dessa luta acontecer, eu vou aceitar. As pessoas iriam querer ver isso", ponderou o inglês.

"A única questão é que, se eu lutar de novo, iria querer lutar como meio-pesado e não acho que o Nick chegue lá. Cortar peso para 84 kg por dez anos tem sido muito difícil. Chegar em 84 kg não é uma tarefa fácil, não é fácil mesmo, então se eu for lutar mais uma vez, será como peso meio-pesado. Ou farei algo no peso casado, talvez algo próximo dos 89 kg, ou qualquer coisa do tipo. Porque 84 kg é muito difícil. Então, se o Nick quiser subir de peso, eu aceito! Estou dentro, me dê o contrato. Nick Diaz, se você estiver me ouvindo e quiser lutar de novo, me avise, parceiro. Estou dentro. Se quiser comer alguma coisa e ganhar alguns quilos, vamos fazer isso", concluiu.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte