Topo

MMA

Thompson critica disputa de título interino entre Dos Anjos e Covington

Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Stephen Thompson venceu Jorge Masvidal por pontos Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

22/05/2018 09h00

Prestes a fazer a luta principal do UFC Liverpool contra Darren Till neste domingo (27), o meio-médio (77 kg) Stephen Thompson não parece satisfeito com os rumos de sua categoria. Mais precisamente com a disputa de cinturão interino entre Rafael dos Anjos e Colby Covington, no UFC 225, em Chicago (EUA), dia 9 de junho.

A luta é resultado do período de inatividade do campeão da divisão, Tyron Woodley, que não entra no octógono desde que derrotou Demian Maia, em julho do ano passado. De acordo com Stephen, o fato de que o detentor do cinturão já anunciou seu retorno faz com que seja injusto premiar o vencedor de 'RDA' e 'Chaos' com um título interino.

"Não acho , de jeito nenhum. Se Woodley estivesse fora por mais um ano ou dois, então sim, você deve fazer um cinturão interino. Mas se ele diz que vai voltar em julho ou agosto, não há razão para você lutar pelo título interino", declarou.

'Wonderboy' teve duas oportunidades de lutar pelo título, ambas contra Woodley: a primeira em novembro de 2016 e a segunda em março de 2017. Para o ex-kickboxer, a decisão do UFC tira a força da conquista de Tyron.

"É algo que diminui o valor do título, porque eles estão simplesmente lançando lá, tipo 'você pode lutar pelo título interino, claro'. Se Woodley falou que vai voltar em julho ou agosto, então simplesmente digam: 'Quem vencer essa luta pelo título'. Não sei como o UFC está jogando ou o que eles estão pensando quando se trata de títulos interinos. Eles estão simplesmente 'Você pode lutar pelo interino a qualquer momento. Qualquer um pode lutar pelo título interino", falou.

Thompson, de 35 anos, tenta emendar a segunda vitória consecutiva contra Till, que está invicto. Entre os meio-médios, Stephen só perdeu para Woodley.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!