Topo

MMA

Caso de agressão de Cris Cyborg a lutadora é arquivado, diz site

Diego Ribas/Ag. Fight
Imagem: Diego Ribas/Ag. Fight

Ag. Fight

29/05/2018 17h39

A campeã da categoria peso-pena (66 kg) do UFC, Cris Cyborg, não tem mais pendências com a justiça. De acordo com o site 'TMZ', a brasileira completou o 'programa de controle da raiva' a que foi submetida e teve a acusação de agressão contra Angela Magaña arquivada.

O incidente ocorreu há um ano, em um evento para lutadores organizado pelo UFC, em Las Vegas, quando Cyborg desferiu um soco no rosto de Magaña após sofrer provocações da americana via redes sociais. Angela comparou a aparência da brasileira com a do personagem Jigsaw, do filme 'Jogos Mortais', o que desagradou a hoje campeã.

Ainda segundo o TMZ, a lutadora de 31 anos encarou o tribunal e inicialmente se declarou inocente, mas posteriormente aceitou um acordo em que se comprometeu a participar do programa, além de passar seis meses sem se envolver em novas brigas. Caso não fosse até o fim, Cyborg poderia ter sido presa por 45 dias.

O programa de controle da raiva ensina os agressores a serem responsáveis por suas ações e fornece aos participantes alternativas positivas para comportamentos inadequados e impulsivos.

Logo após incidente, Magaña declarou que processaria Cris Cyborg, mas até então a americana não cumpriu a promessa.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!