Topo

Esporte

Robert Whittaker revela alívio por não enfrentar 'ídolo' Michael Bisping no UFC

Ag. Fight

Ag. Fight

05/06/2018 08h00

Prestes a defender o cinturão da divisão dos pesos-médios (84 kg) contra Yoel Romero neste sábado (9), no UFC 225, em Chicago (EUA), Robert Whittaker por pouco não cruzou caminhos com um veterano do esporte. Ex-campeão, Michael Bisping, caso tivesse defendido seu título contra Georges St-Pierre em novembro, poderia enfrentar o australiano - que pareceu feliz com a não concretização do duelo.

De acordo com Whittaker durante entrevista coletiva por telefone, a hipotética disputa passou longe de ser uma de suas grandes metas do esporte. Afinal, ao contrário da maioria dos competidores, que gostaria de enfrentar um lendário oponente, o australiano garante que medir forças com um ídolo não o agradaria.

"De um lutador para outro, há muito respeito em termos de querer a luta. Haveria muito respeito e muita honra conquistada, mas estou feliz por não ter lutado com ele, apenas pelo fato de que eu sempre o assisti e sou um pouco fã dele, para ser honesto", analisou, se referindo ao agora aposentado Bisping.

Whittaker ainda enalteceu a carreira do ex-lutador e não poupou elogios ao ídolo. "Acho que ele é um verdadeiro guerreiro. Ele fez tudo isso. Ele perdeu, ele ganhou e se tornou campeão. Ele é um verdadeiro teste de resistência e determinação. Eu realmente acho que muitas pessoas podem aprender uma coisa ou duas assistindo a sua carreira", afirmou.

Recuperado de uma série de lesões que o mantiveram afastado dos octógonos desde sua primeira luta contra Romero, em julho de 2017, o atual campeão destacou que construir seu próprio legado no esporte é um de seus principais objetivos em sua carreira no UFC.

"Criar um legado é um dos meus objetivos gerais na minha carreira como lutador. E não parou quando eu fiquei doente. Isso faz parte do legado e isso faz parte da minha jornada. Estar doente e passar por essas turbulências e dificuldades é o que torna as recompensas tão doces e o que faz superar esses obstáculos ser tão gratificante", enalteceu.

Para alcançar sua meta, Whittaker não planeja ter vida fácil em sua caminhada. Aos 27 anos, 'The Reaper' diz não estar focado no cinturão e projeta lutar apenas contra os melhores oponentes possíveis.

"Romero é um cara durão, ele é o candidato número um. E depois de derrotar Rockhold, ele merece uma chance. Ele venceu todo mundo, há apenas eu e ele agora. Defender o cinturão não significa muito para mim. Meu objetivo final é apenas lutar contra os melhores, os bicho-papão, os caras maus. Então, estou ansioso para lutar com Romero", declarou.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte