Topo

MMA

Conor McGregor diz que aceitou participar do UFC Rio, mas luta não ocorreu

Reprodução/Facebook @thenotoriousmma
Imagem: Reprodução/Facebook @thenotoriousmma

06/06/2018 15h48

Conor  McGregor foi elencado pela revista "Forbes" como o quarto atleta que mais movimentou dinheiro na temporada passada, atrás apenas de Floyd  Mayweather, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Justamente pelo elevado salário, o atleta passou a ser questionado sobre os reais interesses de retornar ao octógono de MMA, onde não atua desde novembro de 2016. O irlandês, por sua vez, diz que tudo não passa de um equívoco.

Nas redes sociais, McGregor  afirmou que aceitou um duelo no Rio de Janeiro, no dia 12 de maio, data em que Amanda Nunes liderou o card contra Raquel Pennington. Sem mais detalhes, o ex-campeão dos leves (70 kg) e penas (66 kg) do UFC chegou a estipular que sua bolsa seria, no mínimo, de 12 milhões de dólares (cerca de R$ 44 milhões).

"Consegui chegar ao número 4 da Forbes esse ano. Se eu tivesse lutado conforme combinado no dia 12 de maio, no Rio de Janeiro, eu teria passado Ronaldo e Messi e seria o número 2. Algo apareceu antes. Bom, eu ainda tenho menos de 30 anos", ironizou, sem revelar o que teria impedido que o duelo acontecesse.

Como Messi, segundo coloca da lista, apresentou 12 milhões de dólares a mais de ganhos do que Conor na temporada, parece que o irlandês levantaria outra pequena fortuna para competir no Rio, caso seu cálculo esteja correto. No entanto, vale ressaltar que a Forbes conta apenas os ganhos de cada ano. Ou seja, o ex-campeão não teria como alterar sua posição com uma luta realizada em 2018.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!