Topo

MMA

Claudia Gadelha ataca ex-campeã do UFC: "Ela não é uma pessoa boa"

Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

09/06/2018 10h00

Às vésperas de sua luta no UFC 225, Cláudia Gadelha demonstrou que ainda tem a polonesa Joanna Jedrzejczyk engasgada na garganta. Apesar de estar prestes a enfrentar outra atleta, a rivalidade entre as duas falou mais alto e sobrou uma alfinetada para a ex-campeã do peso-palha (52 kg) da maior liga de MMA do mundo.

A brasileira criticou a postura da polonesa durante o reality TUF (The Ultimate Fighter) em que elas foram rivais. Gadelha afirmou que Joanna desrespeitou não somente a ela, mas também sua equipe de treinadores, atitude esta que não seria condizente com a de uma campeã do UFC.

"Ela não é uma pessoa boa, eu a respeito como atleta e lutadora, mas não a respeito como pessoa. Ela não fez um bom papel como campeã, coisa que Rose atualmente faz, ela sim é uma grande campeã. Eu me sinto bem com a Joanna não sendo a campeã, ela é muito pretensiosa e não respeita as pessoas", contou em entrevista ao 'MMA Fighting'.

A potiguar falou também sobre seu histórico com a sua adversária deste sábado (9), Carla Esparza. Há cinco anos, ainda no Invicta FC - liga de MMA -, as duas chegaram a ter luta marcada duas vezes. Porém, nas duas ocasiões a brasileira teve de deixar o confronto por motivos de saúde. Na primeira oportunidade, 'Claudinha' quebrou seu nariz na preparação; na segunda, ela passou mal e ficou doente após bater o peso, sendo impedida pelos médicos de entrar em ação.

"Apesar de agora ela falar que quem provoca sou eu, na época, ela provocava muito ao dizer que eu estava fugindo da luta, que tinha medo de lutar com ela, essas coisas. Eu sei que eu que tive que deixar a luta, mas eu quebrei meu nariz e fiquei doente, são coisas que não se pode controlar, não foi minha culpa. Eu tomei muito cuidado para não me machucar nesse camp, porque eu quero muito lutar contra ela no sábado. Nós duas não podemos esperar mais, já faz cinco anos", declarou Gadelha.

Cláudia possui um cartel no MMA de 15 vitórias e três derrotas, enquanto Esparza, a primeira campeã do peso-palha do UFC, tem 13 vitórias e quatro derrotas em sua carreira. A americana é a número 6 da categoria, a brasileira por sua vez é a terceira no ranking da divisão.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!